23.7 C
Lucas do Rio Verde
quarta-feira, 01 dezembro, 2021
InícioMUNDOYouTube remove live de Bolsonaro com mentira sobre vacina da Covid e...

YouTube remove live de Bolsonaro com mentira sobre vacina da Covid e Aids

Por G1

O YouTube removeu a live em que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) propaga mentira sobre relação entre a vacina da Covid e Aids.

A decisão da plataforma de vídeos ocorreu no início da noite desta segunda-feira (25) após o Facebook retirar do ar o mesmo conteúdo. Por sua vez, o Twitter sinalizou post de Bolsonaro contendo a mesma mentira, mas manteve link no ar.


--Continua depois da publicidade--

O YouTube disse que a publicação de 21 de outubro foi removida por violar suas diretrizes de desinformação médica sobre a Covid-19 ao alegar que as vacinas não reduzem o risco de contrair a doença e que causam outras doenças infecciosas.

Veja comunicado do YouTube, na íntegra:

“Removemos um vídeo do canal de Jair Bolsonaro por violar as nossas diretrizes de desinformação médica sobre a COVID-19 ao alegar que as vacinas não reduzem o risco de contrair a doença e que causam outras doenças infecciosas.

As nossas diretrizes estão de acordo com a orientação das autoridades de saúde locais e globais, e atualizamos as nossas políticas à medida que a orientação muda. Aplicamos as nossas políticas de forma consistente em toda a plataforma, independentemente de quem for o criador ou qual a sua opinião política”.


--Continua depois da publicidade--

Sem publicar por uma semana

Pelas regras do YouTube, um canal recebe um alerta se descumprir uma regra pela primeira vez. A plataforma havia enviado um alerta a Bolsonaro em julho, que não resultou em suspensão direta do canal.

Com a remoção da live com a mentira sobre vacina e aids nesta segunda, ele recebeu o primeiro aviso (strike), termo que o YouTube usa para indicar que a medida resultará em uma punição para o canal.

Canal pode ser removido após 3 avisos

De acordo com as diretrizes da plataforma de vídeos, o primeiro aviso (strike) impede um canal de realizar ações como enviar vídeos e fazer transmissões ao vivo durante uma semana.

Caso volte a violar as diretrizes dentro de 90 dias desde a primeira ocorrência, o canal de Bolsonaro receberá um novo aviso e a punição será em dobro: duas semanas sem poder publicar.

Se receber três avisos em um prazo de 90 dias, o canal será removido permanentemente do YouTube.

“Vale lembrar que cada aviso leva 90 dias, a partir da data de emissão, para expirar”, explica a plataforma.

Nos Estados Unidos, Donald Trump foi suspenso por tempo indeterminado do YouTube. O bloqueio aconteceu alguns dias depois de apoiadores do ex-presidente dos EUA invadirem o Capitólio.

Rebeca Moraeshttps://www.cenariomt.com.br
Redatora do portal CenárioMT, escreve diariamente as principais notícias que movimentam o cotidiano das cidades de Mato Grosso.

Redes sociais

107,360FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,093SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

Em Lucas
Polícia investiga furto de carga de materiais recicláveis avaliada em R$ 15 mil
novembro 30, 2021
SUSPEITO DO PÁLIO PRETO
Homem com diversas passagens é preso após roubo em Lucas do Rio Verde
novembro 30, 2021
EDUCAÇÃO
Assessoria Pedagógica de Lucas do Rio Verde será transformada em Núcleo Regional de Educação 
novembro 30, 2021
Lucas do Rio Verde
Celebrações de Ano Novo em Lucas do Rio Verde não serão realizadas por precaução sanitária
novembro 30, 2021