27.5 C
Lucas do Rio Verde
quarta-feira, 01 dezembro, 2021
InícioMUNDOPrefeitura admite erro no tamanho da cova em caso de caixão que...

Prefeitura admite erro no tamanho da cova em caso de caixão que quebrou

Por RJ2

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos do Rio, admitiu, em nota divulgada nesta quarta-feira (24), que houve erro no redimensionamento da cova usada no enterro do corpo de Osmar Leal, de 50 anos, que, para o desespero da família, acabou caindo do caixão depois que a alça do mesmo quebrou.

A filha, Milena Leal, lembra que o problema ocorreu depois que os coveiros tentaram “dar um jeitinho”, virando o caixão de lado para que coubesse na cova.


--Continua depois da publicidade--

“Nisso que virou de lado, a alça quebrou porque o peso ficou todo para um lado, então a alça não aguentou […] Nisso que alça quebrou, o caixão bateu, ‘bum’, de lado, e quando bateu, abriu. Nisso que abriu, o meu pai foi parar no chão”, contou.

As imagens foram registradas, em vídeo, pela família na segunda-feira (22). Na terça, a Prefeitura abriu sindicância para apurar o caso.

De acordo acordo com o município, o tamanho padrão das covas para adultos é de 2 metros de comprimento por 90 centímetros de largura, podendo ser adaptado para tamanhos especiais.

Gustavo Pereira, outro filho de Osmar, lembrou de como foi criado pelo pai e da forma injusta como a despedida aconteceu após sua morte. Segundo Gustavo, Osmar foi vítima de um infarto fulminante.

“Imagina uma pessoa que te criou, que te deu amor, carinho, que te ensinou a ser um homem de verdade, você chegar num momento de despedida ali, você ver o caixão do seu pai aberto, e seu pai caído dentro de uma cova, com a cara suja de barro. O senhor já parou para analisar?”, questionou Gustavo.

Novo cemitério

Na nota emitida pela Prefeitura, ela informou que:


--Continua depois da publicidade--

“um processo emergencial está em andamento para a construção de módulos verticais de gavetas em um novo cemitério municipal no bairro Retiro. A administração municipal destaca, ainda, que um cemitério particular conveniado à prefeitura está em fase de construção. O espaço destinará áreas de enterro para uso do município. A prefeitura ressalta que a demanda do cemitério municipal é antiga, agravada pela pandemia. O espaço, que tem mais de 400 anos, não acompanhou o crescimento da cidade nem mesmo recebeu as manutenções e ampliações necessárias pelas gestões anteriores”.

Ainda segundo a Prefeitura, a sindicância aberta para apurar o caso está em andamento.

“A atual gestão lamenta mais uma vez o ocorrido e ressalta que está trabalhando para atender à população aldeense com a qualidade e o respeito que merece”.

Rebeca Moraeshttps://www.cenariomt.com.br
Redatora do portal CenárioMT, escreve diariamente as principais notícias que movimentam o cotidiano das cidades de Mato Grosso.

Redes sociais

107,358FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,093SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

Lucas do Rio Verde
Novembro Azul foi marcado por ações de conscientização e prevenção em Lucas do Rio Verde
dezembro 01, 2021
Lucas do Rio Verde
Natal da Esperança começa neste sábado, dia 04 de dezembro em Lucas do Rio Verde
dezembro 01, 2021
Lucas do Rio Verde
Inscrições para o concurso de decoração natalina seguem até dia 04
dezembro 01, 2021
Lucas do Rio Verde
Prefeitura de Lucas do Rio Verde entrega nova farda para Guarda Municipal
dezembro 01, 2021