24.6 C
Lucas do Rio Verde
segunda-feira, 15 agosto, 2022
Publicidade
InícioMUNDOMais de R$ 68 milhões são liberados para obras hídricas em Pernambuco

Mais de R$ 68 milhões são liberados para obras hídricas em Pernambuco

Ao todo, 68 cidades da Região do Agreste serão beneficiadas
Texto por Agência Brasil* - Brasília

O Ramal do Agreste e a Adutora do Agreste, em Pernambuco, receberam mais R$ 68,2 milhões do Ministério do Desenvolvimento Regional, para garantir a continuidade das obras. Os dois empreendimentos são estratégicos para reforçar a segurança hídrica no estado. Os termos de autorização dos repasses foram assinados pelo ministro Rogério Marinho, nessa segunda-feira (22), durante vistoria às obras do Ramal do Agreste.

“Levar segurança hídrica para as regiões que mais necessitam é uma prioridade na gestão do presidente Jair Bolsonaro. Temos a missão de não deixar que obras sejam paralisadas. Os empreendimentos que asseguram o acesso à água são ainda mais importantes, pois garantem saúde às pessoas, além de estimular o desenvolvimento econômico e social. Esse aporte possibilita a continuidade dessas obras que levarão água a milhares de pernambucanos”, disse o ministro.


--Continua depois da publicidade--

De acordo com o ministério, serão R$ 43,4 milhões para as obras do Ramal do Agreste, que levará as águas do Rio São Francisco para a região de maior escassez hídrica de Pernambuco, beneficiando, ao todo, 68 cidades, entre elas, Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe, Belo Jardim e Arcoverde, garantindo água de qualidade para 2,2 milhões de habitantes.

Orçado em R$ 1,67 bilhão, o Ramal do Agreste já recebeu R$ 907 milhões em investimentos do Governo Federal – R$ 163,6 milhões foram pagos este ano. A previsão de entrega do empreendimento completo está prevista para junho de 2021. As obras físicas registram 59% de avanço e empregam mais de 2,3 mil trabalhadores.

Adutora do Agreste

Em Recife, durante reunião com o governador Paulo Câmara, o ministro Rogério Marinho também autorizou o aporte de R$ 24,8 milhões para as obras da primeira fase da Adutora do Agreste – construída pelo governo de Pernambuco com recursos da União. O investimento federal previsto é de R$ 1,2 bilhão, dos quais R$ 1 bilhão já foi garantido.

As obras estão com 81% de avanço físico, mas a Adutora já está parcialmente em funcionamento, atendendo 400 mil pernambucanos. Quando concluída, a primeira fase atenderá 1,3 milhão de pessoas em 23 cidades do Agreste de Pernambuco.


--Continua depois da publicidade--

Mais segurança hídrica

Ainda nessa segunda-feira, Marinho assinou ordens de serviço para a construção de cinco barragens no estado: Pereiro, em Parnamirim; Chico Mateus, em Cabrobó; Maria Antônia, em Terra Nova; São Joaquim do Estreito, em Santa Maria da Boa Vista; e São Bento, no município de Cedro. Além de garantir o abastecimento da população, as infraestruturas fornecerão recursos hídricos para a produção agrícola local.

As obras ficarão a cargo da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). O repasse federal para os empreendimentos será de R$ 17,8 milhões e deverá beneficiar 17 mil pessoas.

*Com informações do Ministério do Desenvolvimento Regional

© CenárioMT
© CenárioMThttps://www.cenariomt.com.br
CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal! Notícias em primeira-mão e informações de bastidores sobre o que acontece em Mato Grosso.

Publicidade


Publicidade

Lucas do Rio Verde

TRÂNSITO
Condutor perde controle de direção, cai em córrego e morre em Lucas do Rio Verde
agosto 14, 2022
Lucas do Rio Verde
Agosto Lilás: Botão do Pânico auxilia vítimas de violência doméstica
agosto 14, 2022
Lucas do Rio Verde
Atleta de Lucas do Rio Verde conquista duas medalhas de ouro na Paralimpíadas Escolares
agosto 14, 2022
Lucas do Rio Verde
Esporte apresenta detalhes do Futebol Amador durante congresso técnico com equipes
agosto 14, 2022