‘Eu te mato aqui agora’, diz ex-deputado Laerte Bessa durante agressão a porteiro no DF

0
Foto: Reprodução/TV Globo

Novas imagens mostram outro ângulo da agressão cometida pelo ex-deputado federal Laerte Bessa (PL-DF) contra o porteiro do prédio onde ele mora, em Águas Claras, no Distrito Federal. No vídeo o ex-parlamentar ameaçou o funcionário e também agrediu o síndico do prédio.

Bessa disse que se arrepende da forma como agiu, mas que o jeito como foi tratado pelo porteiro e o síndico o levou a essa “explosão”.

O ex-parlamentar ficou irritado porque o funcionário impediu a entrada de um entregador de pizza no prédio por volta das 23h40. O condomínio possui uma regra que proíbe que motoboys acessem os apartamentos depois das 23h.

Veja transcrição de parte da discussão:

Laerte Bessa: Quem que não vai subir, agora?

Porteiro: O síndico não autorizou.

Laerte Bessa: Ele é um bosta e você também é.

Porteiro: Então, mas eu não posso fazer.

Laerte Bessa: Cadê o cara? É você que tá com a comida aí?

Porteiro: É ele aí

Laerte Bessa: Ô seu… tô falando pra você deixar ele subir. Você quer morrer? Quer morrer? Eu te mato aqui agora. Cadê o síndico? Chama ele, chama ele lá. E vai chegar outro aqui. Se você falar isso de novo, eu vou te dar um tiro na cara.

Após alguns instantes, o porteiro tenta se afastar do ex-deputado, mas Bessa vai atrás e o ameaça novamente.

“Onde você vai? Busca lá sua arma, se você for homem. Busca sua arma lá. Vai lá buscar que nós vamos trocar tiro agora”, diz.

Agressão a síndico

Depois da confusão, o porteiro chamou o síndico, que desceu até o térreo. Outra parte do vídeo mostra que o ex-deputado também agrediu o síndico.

Laerte Bessa: Você que é o síndico? Você me respeita! Você me respeita! Cachorro, você me respeita! Eu sou o primeiro morador. Aqui para você.

Síndico: Não pode subir, é uma regra.

Laerte Bessa: Não pode? Eu quero ver você impedir. E vai subir mais. Subiu agora e vai subir mais. Regra aqui pra você! Regra aqui!

Leia também: Previsões para o horóscopo do dia de hoje (06/08/2020)


Amazonia 03 de Junho