22.4 C
Lucas do Rio Verde
sexta-feira, 07 maio, 2021
InícioCENÁRIO POLÍTICOJugmann pede atenção especial ao sistema carcerário

Jugmann pede atenção especial ao sistema carcerário

Por Carolina Gonçalves - Repórter da Agência Brasil

Ao assumir na manhã de hoje (2) o Ministério da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, comandará uma estrutura ampliada da área incluindo mecanismos de combate à corrupção e violência. No seu discurso de transmissão de cargo, o ministro de Segurança Pública, Raul Jungmann, sugeriu que a equipe do novo ministro trate com atenção o sistema carcerário do país, no qual há superpopulação.

“A população carceraria, em 2025, pode chegar a 1,5 milhão de apenados. O que acontece na rua tem sua dinâmica determinada dentro do sistema prisional. Não podemos olhar o prolema da segurança publica dos portões de casa aos do sistema prisional. É preciso pensar como totalidade”, disse Jungmann.


--Continua depois da publicidade--

Na cerimônia de transmissão de cargo, estavam o presidente do STF, Dias Toffoli, e o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Claudio Lamachia. Os ministros da gestão Michel Temer Torquato Jardim (Justiça) e Raul Jungmann (Segurança Pública) transmitirão as atribuições para Moro.

Atribuições

Além da prevenção e combate à corrupção, à lavagem de dinheiro e ao financiamento ao terrorismo e cooperação jurídica internacional, ficam sob responsabilidade de Moro, a partir de hoje, medidas de defesa da ordem jurídica, dos direitos políticos e das garantias constitucionais; política judiciária; políticas sobre drogas, defesa da ordem econômica nacional e dos direitos do consumidor; questões relacionadas a nacionalidade, imigração e estrangeiros, decisões sobre registro sindical

O Ministério da Justiça e Segurança Pública, de acordo com o decreto publicado nesta quarta-feira, passa a administrar atribuições da Coordenação-Geral de Imigração e do Conselho Nacional de Imigração do extinto Ministério do Trabalho, e do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) do extinto Ministério da Fazenda.

Estrutura

Moro tem até 13 de fevereiro para definir estruturas e cargos de confiança de seu Ministério. Logo que assumiu o termo de posse, Moro nomeou 11 integrantes da equipe, entre eles, o secretário-executivo, Luiz Pontel, segundo posto do ministério. Também foram empossados Mauricio Valeixo, que assume a diretoria-geral da Polícia Federal; Raosalvo Ferreira, na Secretaria de Operações Policiais Integradas,; Fabiano Bordignon, no Departamento Penitenciário Nacional; Érika Marena, no Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Internacional (DRCI); Luiz Roberto Beggiora, Políticas sobre Drogas, e Roberto Leonel, no Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).


--Continua depois da publicidade--

Edição: Talita Cavalcante


Dayelle Ribeirohttps://www.cenariomt.com.br
Redatora do portal CenárioMT
- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

EVITAR AGLOMERAÇÃO
Acilve pede ampliação de horário de funcionamento do comércio na véspera do dia das Mães
maio 07, 2021
SAÚDE
36 casos de dengue foram confirmados em Lucas do Rio Verde desde o início do ano
maio 07, 2021