26.5 C
Lucas do Rio Verde
quinta-feira, 26 novembro, 2020
Início CENÁRIO POLÍTICO DIRETO DE BRASÍLIA Toffoli defende oito anos de inelegibilidade para juízes e promotores

Toffoli defende oito anos de inelegibilidade para juízes e promotores

Ministro sugere mudanças na Lei de Inelegibilidade
Por André Richter - Repórter da Agência Brasil - Brasília

 

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, defendeu hoje (29) que o Congresso aprove uma norma para garantir que juízes e promotores fiquem inelegíveis por oito anos antes de concorrerem a cargos políticos. No entendimento do ministro, membros do Judiciário e do Ministério Público não podem usar seus cargos como meios de “proselitismo e demagogia” com objetivos partidários. 

Durante sessão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o ministro, que também preside o órgão, defendeu que os parlamentares aprovem mudanças na Lei de Inelegibilidades (LC 64/1990) como forma de evitar a utilização da magistratura para “aparecer para a opinião pública e depois “se fazer candidato”.

“Quem quer ser candidato, seja como magistrado, seja como membro do Ministério Público, tem que deixar a magistratura, tem que deixar o Ministério Público. E há que haver um período de inelegibilidade, sim.”, afirmou.

A manifestação de Toffoli ocorreu durante julgamento que manteve a decisão do corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, proibindo o juiz Douglas de Melo Martins de participar de transmissões ao vivo com conotação político-partidária. O magistrado foi responsável pela decisão que determinou o lockdown (fechamento) do comércio em São Luís, no Maranhão, em maio, devido à disseminação da covid-19.

Edição: Aline Leal



© CenárioMThttps://www.cenariomt.com.br
CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal!
- Publicidade -

Últimas

Eleições 2020: 1,3 km da Avenida do CPA será interditado no sábado e domingo

CUIABÁ - A Justiça Eleitoral de Mato Grosso informa que fará a interdição de 1,3 km da Avenida Rubens de Mendonça (AV. do CPA)...

Eleitores só podem ser presos em flagrante

Eleitores de Cuiabá, onde haverá votação não poderão ser presos ou detidos. A regra consta que desta terça-feira (24) a cinco dias do segundo...

Acidente com ônibus em São Paulo: vítimas foram arremessadas do ônibus

O acidente entre um ônibus e um caminhão que deixou 41 mortos na manhã de ontem, quarta-feira (25) em Taguaí (SP), aconteceu no km...

Ex-deputado Leitão condena post de Eduardo Bolsonaro, com críticas à China

O ex-deputado federal por Mato Grosso, Nilson Leitão (PSDB) criticou declarações do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) sobre a China. Segundo Leitão, são “desnecessárias” e causam “dor...
Publicidade
x