22.9 C
Lucas do Rio Verde
segunda-feira, 06 dezembro, 2021
InícioCENÁRIO POLÍTICODIRETO DE BRASÍLIASenado pode votar subsídio para gás de cozinha

Senado pode votar subsídio para gás de cozinha

Por

O Plenário do Senado se reúne na próxima terça-feira (19), quando poderá votar o projeto de lei que prevê subsídios para a compra de botijões de gás de cozinha para famílias de baixa renda (PL 2.350/2021). O texto conta com relatório favorável e, se aprovado, seguirá para a Câmara dos Deputados.

O projeto cria o programa Gás para os Brasileiros, que poderá financiar até 100% do preço médio do botijão a cada dois meses. As famílias beneficiadas serão aquelas inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), com renda mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo ou que recebam o Benefício de Prestação Continuada (BPC).


--Continua depois da publicidade--

O autor da proposta é o senador Eduardo Braga (MDB-AM). O relator é o senador Marcelo Castro (MDB-PI), que promoveu alterações no texto com o objetivo de ampliar o valor do benefício em relação ao previsto no texto original.

Outros temas

A pauta do Plenário do Senado tem mais três itens. Um deles é a medida provisória que destina R$ 235 milhões para o combate à pandemia em terras indígenas (MP 1.054/2021). Os recursos são direcionados aos beneficiários por meio da Fundação Nacional do Índio (Funai) e dos ministérios da Cidadania e da Defesa. A maior parte do dinheiro deve ser aplicada na distribuição de cestas de alimentos.

A edição dessa MP atendeu a uma decisão liminar do ministro Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou ao governo federal a apresentação de um plano emergencial para o controle da pandemia nas terras indígenas. A liminar foi concedida após ação movida por partidos políticos e entidades de defesa dos povos indígenas.

A medida provisória já passou pela Câmara dos Deputados, onde não recebeu emendas. Se o Senado aprová-la também sem modificações, a MP será promulgada.


--Continua depois da publicidade--

Também está na pauta do Plenário do Senado a proposta de emenda à Constituição (PEC) que inclui a proteção de dados pessoais entre os direitos fundamentais previstos na Constituição (PEC 17/2019). Segundo o texto, caberá privativamente à União legislar sobre o tema.

Essa PEC foi aprovada na Câmara com várias mudanças em relação ao texto original — as alterações foram organizadas na forma de um substitutivo. Os senadores vão analisar essa versão modificada. A relatora da matéria é a senadora Simone Tebet (MDB-MS). Se o substitutivo for aprovado sem alterações, a PEC será promulgada, mas, se for rejeitado ou modificado, deverá voltar para a Câmara. Na tramitação de PECs, nenhuma das Casas do Congresso tem a palavra final — as duas precisam aprovar a versão final.

Com informações da Agência Câmara

Redes sociais

107,347FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,099SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

ACADEMIA BRASILEIRA ROTÁRIA DE LETRAS/MT
Integrante do Rotary Club de Lucas assume cadeira na ABROL/MT
dezembro 06, 2021
PODER LEGISLATIVO
Polêmico, projeto que reajusta salários de prefeito, vice e secretários é aprovado em Lucas do Rio Verde
dezembro 06, 2021
Lucas do Rio Verde
Praça dos Migrantes recebe público na abertura do Natal da Esperança
dezembro 06, 2021
Lucas do Rio Verde
Prova noturna marca a última etapa do Circuito 4 Estações de Corrida de Rua
dezembro 06, 2021