22.5 C
Lucas do Rio Verde
terça-feira, 21 setembro, 2021
InícioCENÁRIO AGROMovimento Pró 3 Ferrovias prepara encontro para o mês de agosto em...

Movimento Pró 3 Ferrovias prepara encontro para o mês de agosto em Sorriso

Reunião será realizada no dia 20 no Centro de Eventos do município
Por CenárioMT

A coordenação do Movimento Pró 3 Ferrovias segue mobilizando a comunidade regional em torno da unificação de esforços para que os projetos tenham celeridade. Depois do lançamento no final de junho, em Lucas do Rio Verde, o Movimento terá novo encontro em Sorriso. A reunião será realizada em 20 de agosto, a partir de 16 horas, no Centro de Eventos do município.

Desde que o movimento foi lançado, em 25 de junho, o coordenador Vicente Vuolo vem buscando alinhar com o Senado Federal a realização de uma audiência pública. A ideia é reforçar junto aos senadores a necessidade de votação e aprovação do PLS 261/2018, avaliado como o marco regulatório das ferrovias. No início do ano, o relator do projeto, senador Jean Paul Prates (PT-RN), previu que seria levado a plenário o mais breve possível. Contudo, o Parlamento entrou em recesso e nada de avaliar a matéria.

“O movimento teve grande repercussão no Estado, em Brasília, enfim, em todo o país. Porque foi um movimento cívico e suprapartidário que vis unificar as três ferrovias para Mato Grosso”, pontuou.

Na reunião em Sorriso, o coordenador vai apresentar detalhes do andamento dos projetos das três ferrovias, inclusive o da Ferrovia Senador Vuolo. “Vamos esclarecer pontos importantes de que nós devemos lutar para o melhor projeto, aquele que atenda toda a sociedade”, reforçou. Vicente Vuolo ressalta que o movimento defende as três ferrovias (Senador Vuolo, Fico e Ferrogrão) operadas por empresas diferentes, que permitam a redução de preços do transporte.

Vuolo diz que moradores e representantes de entidades de toda a região estão convidados a participar do encontro.

Edital

O coordenador do movimento comentou a respeito do edital lançado pelo governo de Mato Grosso para ampliação e operação da ferrovia Senador Vuolo. Ele mostrou surpresa com a iniciativa e mostrou preocupação. Vicente Vuolo cita que o edital é inconstitucional, pois tira a competência do Governo Federal na condução do processo de concessão e operação de ferrovias. “É privativo da União apresentar propostas em relação às ferrovias, transporte no país”, observou.

A Senador Vuolo faz parte do projeto original da Ferronorte, tendo originado em São Paulo e com trajeto definido pelo Plano Nacional Ferroviário. “Não se pode, por exemplo, Cuiabá que sempre foi colocada como ‘troncal’, por ser capital do Estado e concentrar mais de 1 milhão de habitantes, grande parque industrial, o maior do Estado, alterar o traçado, colocando Cuiabá como apenas um ramal”, criticou.

Outro detalhe que chamou a atenção do coordenador é de prazo considerado muito curto. São apenas 45 dias para que empresas interessadas na operacionalização da linha férrea apresentem propostas. “É um projeto de R$ 12 bilhões. Ora, qual a única empresa que irá participar? É a Rumo. E ela pegaria o monopólio e levaria a ferrovia pra quem quer seja, inclusive pra Sorriso, pra Sinop, passando por cima da Ferrogrão, da Fico, etc, porque o governo estaria dando uma carta branca à empresa Rumo”, alerta.

Celso Ferreira Neryhttps://www.cenariomt.com.br
É formado em Jornalismo. Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do CenárioMT produzindo conteúdo sobre política, economia e esporte regional.

Redes sociais

107,336FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,038SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

LOGÍSTICA
Mendes crê em concorrência de modais para beneficiar setor produtivo regional
setembro 20, 2021
ferrovia em Lucas
Em Lucas Mauro Mendes assina contrato para construção da 1ª Ferrovia Estadual; Acompanhe ao vivo
setembro 20, 2021
Lucas do Rio Verde
Covid-19: Confira quem está sendo vacinado em Lucas do Rio Verde nesta semana
setembro 20, 2021
PRIMEIRA DOSE
Luverdenses de 19 anos completos ou mais são convocados para vacinação contra a Covid-19
setembro 20, 2021