Enem: Alunos da rede estadual se preparam para o segundo dia de prova

Escola da capital oferece meditação; unidade de Santa Bárbara D'Oeste monta estrutura para acolher participantes do exame

0
Após o primeiro dia de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), no dia 3 de novembro, os alunos da rede estadual se preparam para a segunda parte do exame. No próximo domingo (10), os participantes terão que fazer as provas de Ciências da Natureza e Matemática.

Na Escola Estadual São Paulo, na capital, a professora de matemática Kathia Ceccon criou fichas com questões do Enem de anos edições anteriores. Elas são distribuídas aleatoriamente aos alunos, que precisam responder cinco delas. Em seguida, eles conduzem a aula para compartilhar acertos e erros, conclusões, dificuldades e observações encontradas.

--
-Continua depois da publicidade ©-
--

Na mesma escola também há o Clube Juvenil de Estudos, conduzido pelo grêmio com o objetivo de preparar os alunos para as provas do Enem e vestibulares.

Em Mogi das Cruzes, a Escola Estadual Professora Irene Caporali de Souza desenvolve, desde o início do semestre, o projeto Alicerce Matemático. Os alunos das terceiras séries do Ensino Médio recebem provas que mesclam o conteúdo do Enem e do currículo do Estado. Depois da tabulação dos resultados, há um trabalho focado nas competências e habilidades que não foram atingidas.


-Continua depois da publicidade ©-

Meditação

Na Escola Estadual Milton da Silva Rodrigues, na capital, os alunos das 3ª séries do ensino médio participaram de atividades de meditação para aliviar o estresse e ativar a memória. A ideia é que o exercício ajude os participantes a chegarem ao Enem mais concentrados e tranquilos.

Durante a semana, os alunos dos terceiros anos também tiveram programação especial com “aulões” ministrados por professores convidados.

“Os aulões podem ajudar os jovens a se concentrar mais nas questões durante a prova e também diminuem um pouco a ansiedade que todo mundo sente antes de o dia do exame chegar. Muitos jovens ficam mais confiantes depois de sair desse evento”, enfatiza a professora Érica Miranda, na rede estadual.

Acolhida

Na Escola Estadual Comendador Emilio Romi, em Santa Bárbara D’Oeste, professores, gestores e pais fazem um momento de acolhida aos alunos que estão na maratona de provas do Enem.

Desde 2013, quando a unidade passou a ser integral, é montada uma tenda no local de prova com maior concentração de alunos da escola em que os alunos recebem um carinho da comunidade escolar, além de um kit com caneta, chocolate e água.

O gesto já se tornou uma prática da escola, que, no primeiro dia de provas, acolheu cerca de 150 estudantes. De acordo com o diretor Carlos Negro, o momento também marca o início de um no ciclo para os alunos que estão se despedindo da rotina na unidade de ensino.

“Para nós, é muito gratificante esse momento, é um acolhimento para mostrar aos nossos alunos que é hora de colocar em prática seus projetos de vida, além de ser um carinho nosso e um agradecimento pela dedicação deles durante todo o ano”, explica.