Palmeiras bate Athletico-PR no Allianz Parque e chega a nove vitórias seguidas

0
Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Líder do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras recebeu o Athletico-PR no Allianz Parque, em partida válida pela 8ª rodada da competição, e venceu os visitantes por 1 a 0, na tarde deste sábado (08). O gol da vitória foi marcado por Raphael Veiga, de pênalti, no segundo tempo. Dudu sofreu a falta na área que originou a penalidade máxima.

Com o resultado, o Verdão chegou aos 19 pontos conquistados e ocupa o topo da tabela do Brasileirão. O segundo colocado é o Atlético-MG, que ainda não entrou em campo nesta rodada e acumula 15 pontos. Oito jogos completam a 8ª rodada na noite deste sábado e no domingo (09).

Esta foi a 9ª vitória seguida da equipe de Luiz Felipe Scolari. A última vez que isso aconteceu foi em 2009, há 10 anos, quando o Palmeiras era comandado por Vanderlei Luxemburgo. A sequência atual inclui triunfos contra Internacional (1×0), San Lorenzo-ARG (1×0), Atlético-MG (2×0), Santos (4×0), Sampaio Corrêa-MA (1×0), Botafogo (1×0) e Athletico-PR (1×0). Em 2009, foram nove resultados positivos no começo da temporada contra Santo André, Mogi Mirim, Marília, Real Potosí-BOL (duas vezes), Ponte Preta, Santos, Mirassol e Paulista de Jundiaí.

Além disso, o Maior Campeão do Brasil ampliou sua sequência de invencibilidade no torneio nacional: são 31 duelos sem perder por Campeonatos Brasileiros – terceira maior marca na história da competição, atrás apenas de Santa Cruz (35 jogos) e Botafogo (42 jogos). O recorde alviverde pertencia ao time da Segunda Academia, que ficou 26 partidas sem sofrer revés no Brasileirão, entre 1972 e 1973.

O Verdão também é a única equipe que não foi derrotada na competição: são sete vitórias e um empate em sua campanha até aqui. O time palestrino ostenta ainda as marcas de melhor ataque do Brasileiro (16 gols), melhor defesa (apenas dois tentos sofridos) e, consequentemente, melhor saldo (14 gols positivos). Para efeitos de estatísticas, os dados levam em conta o resultado da partida válida pela 6ª rodada, contra o Botafogo, ainda sub judice.

O último compromisso palmeirense antes da pausa do Brasileiro para a disputa da Copa América, sediada no país, é contra o Avaí. O confronto com a equipe catarinense acontece na próxima quinta-feira (13), às 20h, também no Allianz Parque.

O jogo

O Verdão começou pressionando o adversário, sem dar espaço para o Athletico-PR tocar a bola e sair jogando. O domínio era alviverde, mas o início da partida era de muitas faltas, principalmente pelo lado rubro-negro, e poucas chances de gol.

Apesar da superioridade palmeirense, a primeira jogada perigosa foi athleticana. Aos 12 minutos, Nikão cobrou falta da intermediária e obrigou Weverton a se esticar para mandar a bola pela linha de fundo. A resposta veio aos 25, com Deyverson. O atacante recebeu cruzamento de Bruno Henrique e cabeceou na direção do gol de Santos. A finalização do camisa 16 passou muito perto do travessão e saiu pela linha de fundo.

A partida ficou equilibrada depois dos 25 minutos, com os paranaenses ameaçando o gol de Weverton com tanta frequência quanto o Palmeiras chegava ao de Santos. Antes do fim da primeira etapa, Nikão, pelo lado rubro-negro, e Marcos Rocha, pelo lado alviverde, tiveram chances de marcar, mas o primeiro parou no goleiro palestrino e o segundo mandou pela linha de fundo.

O capitão Bruno Henrique teve uma indisposição no intervalo e foi substituído por Moisés. No começo do segundo tempo, o Verdão voltou a pressionar o Athletico-PR no ataque. Nos primeiros 20 minutos de bola rolando, só deu Palmeiras. Zé Rafael, Deyverson e Felipe Melo quase inauguraram o marcador no Allianz Parque. Os dois meio-campistas chutaram para fora, já o centroavante parou no goleiro rubro-negro.

Aos 21, Lucas Lima deu lugar a Raphael Veiga no meio de campo. O jogo, que era equilibrado nos primeiros 45 minutos, passou a ser dominado pela equipe de Luiz Felipe Scolari na segunda etapa. O time paranaense se concentrou na defesa e abdicou do ataque.

Depois de várias boas jogadas ofensivas, o Palmeiras finalmente conseguiu furar a marcação e abrir o placar, aos 34 minutos. Márcio Azevedo derrubou Dudu dentro da área e a arbitragem assinalou pênalti. Raphael Veiga cobrou bem, forte e no meio do gol, para colocar o Verdão na frente e fazer a alegria da torcida. (Palmeiras 1 x 0 Athletico-PR)

Aos 39, Thiago Santos entrou na vaga de Felipe Melo, na última substituição do técnico palmeirense. O Athletico-PR até tentou correr atrás do empate nos últimos minutos e se jogou para o ataque. O Alviverde, porém, soube se defender com eficiência para conquistar sua 9ª vitória seguida.

Escalação: Weverton; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo (Thiago Santos), Bruno Henrique (Moisés) e Lucas Lima (Raphael Veiga); Dudu, Deyverson e Zé Rafael.