Servidores da MTI arrecadam lixo eletrônico em prol do Hospital de Câncer

Apesar de não ser a parceira direta no projeto, a MTI resolveu abraçar a causa e arrecadou diversos itens.

0

Os servidores da Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI) aderiram à “Campanha Leve” e conseguiram arrecadar diversos itens classificados como lixo eletrônico, em prol do Hospital de Câncer de Mato Grosso (HCanMT). A entrega das doações ocorreu nesta segunda-feira (01.04) na sede do hospital, após uma semana de arrecadação.

A “Campanha Leve” foi lançada pelo hospital no dia 25 de março, em parceria com vários órgãos e instituições. Apesar de não ser parceira direta no projeto, a MTI resolveu abraçar a causa, segundo a gerente de Desenvolvimento e Desempenho da MTI, Gabriela Kessler.


Continua depois da publicidade-pix


“Tomamos conhecimento do projeto e prontamente resolvemos fazer da nossa empresa um ponto de coleta das doações. Como a MTI é uma empresa de tecnologia, nossos servidores têm muito eletrônico já em desuso e que poderiam ser doados. Por isso, divulgamos junto a todos, para que pudessem participar e ajudar esta causa tão nobre, que é o Hospital de Câncer”, disse.

Durante a campanha foi colocado um ponto de coleta na recepção da empresa, onde os servidores puderam deixar suas doações. Foram doados televisões, celulares, baterias, computadores, videogames, aparelhos de som e muitas outras peças eletrônicas em geral.

-Continua depois da publicidade ©-

Todo o material foi entregue no hospital, que fará a venda dos itens doados e aplicará o valor arrecadado na compra de um equipamento que permitirá a cirurgia de bexiga, de acordo com o encarregado de captação das doações do Hospital de Câncer, Tomaz Beckert.

Ele explicou que 95% dos pacientes são oriundos do Sistema Único de Saúde e que o tratamento oncológico é caro, sendo necessário o apoio de toda a sociedade para manter as atividades do hospital. Somente em 2018 mais de 108 mil atendimentos, 69.467 atendimentos em radioterapia, 18.698 atendimentos em radioterapia, 4.233 cirurgias e 3.896 internações foram realizados no Hospital de Câncer.

Por essa razão, é de grande importância a MTI participar da campanha, segundo Beckert. “A MTI foi um grande parceiro nosso em outros projetos e, agora, mais uma vez, abraçando essa causa sendo parceiro aqui dentro. Um ato importante para nós e tenho certeza que recompensador para os servidores que nos ajudaram”

Ainda segundo Beckert, a campanha está sendo um sucesso, razão pela qual foi estendido o prazo de encerramento. Estava previsto que a campanha durasse apenas uma semana, mas foi prorrogada até o dia 6 de abril. A expectativa é de que a arrecadação deste ano seja superior à de 2018, quando foram arrecadados R$ 16 mil.

“A campanha está sendo um sucesso e o interior também está abraçando a causa. Temos vários pontos de coleta e, em parceria com a empresa de transporte, estamos conseguindo trazer tudo para Cuiabá. Agradecemos a todos que têm colaborado conosco”, encerrou.





-Patrocinador-