Prefeitura e Teoria Verde realizam ação de limpeza no Morro da Luz

0

Mais de duas toneladas de lixo foram retiradas do Parque Antônio Pires de Campos, conhecido como Morro da Luz, na manhã deste domingo (29). A ação foi fruto de uma parceria entre a Prefeitura de Cuiabá e o projeto de educação ambiental Teoria Verde, reunindo mais de 50 pessoas para o ato de limpeza do tradicional espaço cuiabano. Em pouco mais de dois anos, esta foi a quarta vez que a atividade voluntária aconteceu no espaço, sendo que, nas últimas três, os participantes recolheram aproximadamente oito toneladas de todos os tipos de resíduos.

Considerado o “Coração Verde” da cidade, o local está incluso no conjunto de ações do Município, que serão desenvolvidas na Capital em comemoração aos 300 anos. A ideia da Prefeitura é que o espaço seja completamente requalificado, recebendo uma série de intervenções que o devolverá para a população como uma das principais áreas de visitação de Cuiabá. Para isso, conforme explicou, aos voluntários, a assessora estratégica Silvana Córdova, a Secretaria Extraordinária dos 300 Anos já trabalha na construção de parcerias que permitirão colocar o projeto em prática.

“É um projeto que contempla a arborização, iluminação, segurança e criação de espaços de convivência. O Morro da Luz também será um dos pontos do projeto “Caminho das Igrejas”, receberá a construção da Torre dos 300 anos, terá um restaurante giratório e um mirante. Tudo isso será feito seguindo a mesma metodologia que estamos adotando em outras edificações, que é buscar o apoio da iniciativa privada, gerando o mínimo de custo possível ao Município. Acreditamos que, com essas medidas, a população irá perder o receio de frequentar esse espaço, que é lindo”, argumentou Silvana.

  Fiéis tentam construir igreja em formato de Nossa Senhora Aparecida em Cuiabá há 16 anos

Para o ambientalista e diretor do Teoria Verde, Jean Pelicari, o Morro da Luz é um dos grandes patrimônios históricos da Capital e que precisa receber um olhar mais cuidadoso, tanto do poder público quanto do próprio cidadão. Segundo ele, somente a partir dessa união de esforços será possível recuperar o espaço e dar a oportunidade para que todas as pessoas possam desfrutar do ambiente. Sobre o projeto de revitalização, Jean comentou que um dos pontos que mais chamaram a atenção foi à inclusão da iniciativa privada dentro do processo.

“Neste domingo tivemos a oportunidade de ouvir da Sec 300 o andamento daquilo que se pretende para o Morro da Luz. Esse é um espaço que não podemos virar as costas. Algumas das pessoas que estão nessa limpeza nem o conheciam. A Secretaria nos passou que o projeto arquitetônico já está pronto e será executado em parceria com empresas privadas. Essa foi uma alternativa que achei muito interessante, pois o espaço possui um grande potencial para gerar emprego e renda, podendo ser utilizado para visitação, praça de alimentação e atrações culturais”, comentou Jean.

 





| deixe sua opinião |

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui