20.1 C
Lucas do Rio Verde
segunda-feira, 17 maio, 2021
InícioMUNDOSP antecipa vacinação de idosos de 67 anos e de professores

SP antecipa vacinação de idosos de 67 anos e de professores

Expectativa é imunizar 350 mil profissionais da educação, como secretários, auxiliares de serviços gerais, merendeiros, monitores, cuidadores, diretores e professores.
Por Elaine Patricia Cruz – Repórter da Agência Brasil - São Paulo

A vacinação de idosos de 67 anos de São Paulo, prevista inicialmente para começar no dia 14 de abril, foi antecipada para a próxima segunda-feira (12). O anúncio foi feito hoje (9) pelo governo de São Paulo.

Com isso, os cerca de 350 mil idosos do estado paulista já poderão ser vacinados a partir de segunda-feira (12). Para ser atendido mais rapidamente, o governo recomenda fazer o pré-cadastro no site Vacina Já, que diminui o tempo de espera no momento da vacinação. O pré-cadastro não é obrigatório, e os cidadãos que não puderem preenchê-lo poderão se vacinar normalmente, informando seus dados presencialmente no momento da vacinação.


--Continua depois da publicidade--

Profissionais da educação

Já a vacinação de professores e demais funcionários da área da educação, com idade acima de 47 anos, que estava prevista para ter início na segunda-feira (12) foi antecipada para amanhã (10). A expectativa do governo é vacinar cerca de 350 mil profissionais da educação das redes pública e privada.

Serão imunizados funcionários que atuam em diversas funções, como secretários, auxiliares de serviços gerais, faxineiras, mediadores, merendeiras, monitores, cuidadores, diretores, vice-diretores e professores.

Para receber a vacina, os profissionais devem fazer o cadastro na plataforma VacinaJá Educação.

No cadastro, os profissionais devem preencher dados como número de CPF, nome completo e e-mail. Após essa etapa, ele deverá receber um link por e-mail e validá-lo. Depois disso, o profissional vai precisar confirmar seus dados pessoais e apontar o nome da escola, rede de ensino, município e cargo ocupado. Para evitar fraudes, será preciso anexar os holerites dos meses de janeiro e fevereiro. Na sequência, o cadastro será analisado e, se validado, o profissional vai receber, em seu e-mail, o comprovante VacinaJá Educação, com um QRCode para verificação de autenticidade.


--Continua depois da publicidade--

No momento da vacinação, o profissional da educação deverá apresentar o comprovante VacinaJá Educação, RG e CPF para conferência dos dados pelo profissional de saúde. Caso o usuário não apresente o comprovante VacinaJá Educação ou o seu número de CPF não conste no comprovante apresentado, não poderá ser imunizado.


Gustavo Praiadohttps://www.cenariomt.com.br
Gosta de economia, assistir séries, filmes de ação e gosta de videogames. Editor no CenárioMT nos cadernos de Economia e Mundo, mas nem por isso deixa uma notícia regional em branco, sempre atento as tendências que o internauta procura para ficar bem informado.
- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

SÃO E SALVO
Em ação rápida, bombeiros resgatam cachorro preso debaixo de contêiner em Lucas do Rio Verde
maio 16, 2021
CLASSIFICADO
Grupo Santos volta a vencer Sorriso e garante vaga na próxima fase da Copa do Brasil
maio 16, 2021