31.8 C
Lucas do Rio Verde
sábado, 24 julho, 2021
InícioMUNDOBebê se recupera após ser atingida por óleo e passar 65 dias...

Bebê se recupera após ser atingida por óleo e passar 65 dias internada em São Paulo

Por Luana Chaves, G1 Santos

Antes mesmo de falar ou andar, a bebê Lorenna, de apenas oito meses, tem travado uma luta diária contra diversas dores após sofrer queimaduras de terceiro grau. Há 65 dias internada em um hospital de Santos, no litoral paulista, ela já passou por duas cirurgias e se prepara para a próxima. A mãe da bebê, a dona de casa Rebecca Vanessa Lima André Silva Dias, de 20 anos, diz que convive diariamente com o choro da criança por conta dos ferimentos.

Em entrevista neste domingo (18), a dona de casa esclareceu que ela e o marido estavam desempregados, por isso, junto a Lorenna e ao filho de 2 anos, a família estava morando na casa da mãe dela, em Praia Grande, no litoral de São Paulo. No dia 12 de maio, ela estava em casa com a irmã, a madrasta e os dois filhos quando decidiu fazer uma receita que viu na internet com a irmã, que levava queijo, ovo e amido de milho. Elas prepararam o aperitivo e foram fritar. Lorena estava na cozinha, longe do fogão, no “bebê conforto”.


--Continua depois da publicidade--

Enquanto fritava, Rebecca viu que a comida que estava preparando afundava no óleo quente e, depois, pulava. Por isso, ela decidiu desligar o fogão, acreditando que o processo de fritura pararia. Contudo, ao retirar a panela do fogão, o óleo espirrou no braço dela, o que fez com que ela soltasse a panela, que quando bateu no chão, espalhou óleo pela cozinha toda e atingiu Lorenna.

Ao olhar para a filha encharcada de óleo fervente e já com a pele do rosto descascando, ela tentou conseguir ajuda de um vizinho para levá-la ao hospital, já que a ambulância demoraria muito. Ela ligou para a mãe, que chegou rapidamente e as levou para o atendimento.

“Na emergência do hospital, comecei a gritar ‘pelo amor de Deus, alguém ajuda minha filha’ e ninguém me atendia. Quando pegaram ela, logo falaram: corre que a neném vai morrer”, relembra.

O estado de Lorenna foi controlado e, após alguns dias e tentativas da família, ela conseguiu uma vaga em um hospital em Santos, que oferece os cuidados necessários para as queimaduras que 3º causadas na bebê.

Cirurgias

A criança já está internada há 64 dias e já passou por duas cirurgias de enxerto de pele, uma no olho e outra em metade da cabeça. A mãe de Lorenna explica que, provavelmente, ela terá que fazer uma nova cirurgia no olho, já que mexeu no local e prejudicou o procedimento.


--Continua depois da publicidade--

Ela também realizará outra cirurgia na cabeça. Para os procedimentos, uma camada de pele foi retirada das coxas da bebê e inserida nos locais prejudicados pelas queimaduras. Após retirar a pele, as pernas da criança ficam enfaixadas com curativos, até que a pele volte a crescer. Segundo explicado pela dona de casa, os médicos relataram encontrar poucas raízes de cabelo, o que significa que os fios foram queimados e muitos não voltarão a crescer.

“Eu me sinto muito incapaz. É difícil olhar para a minha filha todos os dias e ver ela nesse estado. Ela luta desde que estava na barriga, porque nasceu enrolada no cordão umbilical. Eu sempre me esforcei para cuidar tão bem deles [filhos], achei que perto dos meus olhos nada aconteceria com eles. Nunca imaginei isso acontecendo com minha filha. Agora estou ainda mais atenta a tudo”, desabafa.

Lorena também teve o ombro queimado no acidente doméstico, porém, o membro está conseguindo se cicatrizar sozinho, sem a necessidade de uma cirurgia. Após meses no hospital e precisando se dividir para dar a atenção e os cuidados necessários entre os dois filhos, Rebecca relata que ninguém a acusou de ser uma mãe irresponsável, porém, ela se culpa pelo que aconteceu.

“Desde que tudo aconteceu estou precisando passar por um apoio psicólogo. Me sinto muito culpada. Eu fico pensando que eu acabei com a vida da minha filha. Ela não vai poder colocar um brinco porque a orelha foi queimada, sente dores, não tem cabelo. Eu fico desesperada” conta.

 

A mãe ainda relata que a criança precisará passar por acompanhamento médico ao longo da vida, para evitar ainda mais sequelas das queimaduras.

Rebeca Moraeshttps://www.cenariomt.com.br
Redatora do portal CenárioMT, escreve diariamente as principais notícias que movimentam o cotidiano das cidades de Mato Grosso.
- Publicidade -

Lucas do Rio Verde

Lucas do Rio Verde
Lucas do Rio Verde: desrespeito às interdições pode comprometer qualidade de asfalto
julho 24, 2021
Mato Grosso
Construção da ferrovia que vai ligar Rondonópolis a Cuiabá e Rondonópolis a Nova Mutum e Lucas do Rio Verde é destaque nacional
julho 24, 2021