Autuori, do Botafogo, chama Estadual de “Carioquinha”, diz que torneio voltou de forma “açodada”, e alfineta Flamengo

0
Foto: André Durão/GloboEsporte.com

O Botafogo tentou até o fim, mas não conseguiu derrotar o Fluminense e foi eliminado da Taça Rio após o empate sem gols com o Fluminense. Melhor em alguns momentos do clássico, o clube de General Severiano não conseguiu transformar as chances em gols e perdeu fôlego na reta final. Paulo Autuori fez críticas ao retorno do Carioca que considerou precoce em função da pandemia, e afirmou que o momento é de construir uma base sólida para colher frutos no futuro.

– É uma lógica de um treinador que tem de pensar em tudo. Um olho no agora, outro no futuro. Cheguei há pouco tempo, o campeonato parou. Eu nem ia fazer substituição hoje. Preciso fazer com que essa equipe jogue e ganhe organização. Sabe por quê? O campeonato vai parar um mês. Vamos fazer amistoso com quem? Estamos solidificando coisas, isso é um processo. Não tenho o menor problema em entender que deve ser assim, solidificar aqui para que consiga construir algo consciente e consistente. Logicamente todo mundo quer ganhar. O Carioquinha, nós de alguma maneira fizemos o que tínhamos de fazer. Foi a única competição que voltou de forma açodada. Em alguns jogos se cumpre o famigerado protocolo exemplar da Ferj, outros não, já viu o que aconteceu com o Fluminense em Bacaxá.

Leia também: Previsões para o horóscopo do dia de hoje (11/08/2020)


Amazonia 03 de Junho