20.6 C
Lucas do Rio Verde
quarta-feira, 26 janeiro, 2022
Publicidade
InícioECONOMIAResolução nº 1.000 da Aneel reúne direitos e deveres dos consumidores de...

Resolução nº 1.000 da Aneel reúne direitos e deveres dos consumidores de energia elétrica

Texto substitui a Resolução nº 414, de 2010, que era referência quanto ao atendimento dos consumidores
Por CenarioMT

Em 7 de dezembro de 2021, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou a Resolução Normativa nº 1.000, que reúne todos os conteúdos relacionados aos direitos e deveres do consumidor de energia elétrica e ainda agrega resoluções sobre ouvidorias das distribuidoras, bandeiras tarifárias, tarifa branca e recarga de veículos elétricos, entre outros itens.

Com a publicação do texto consolidado da Resolução nº 1.000, 61 resoluções da Aneel foram totalmente revogadas e outras três terão revogação parcial. O diretor da Aneel, Sandoval Feitosa, explica que a Resolução nº 1.000 atende às determinações do Decreto nº 10.139/2019, que visa a consolidar e simplificar atos normativos. Ele afirma também que o resultado final da resolução é um “divisor de águas” e “um grande marco” na trajetória já iniciada pela Aneel de prestar mais respeito aos consumidores, distribuidores e sociedade de modo geral, e de buscar o seu engajamento.


--Continua depois da publicidade--

“Nossa principal motivação [para publicar a Resolução nº 1.000] foi facilitar a vida do consumidor de energia elétrica, agrupando e simplificando todos os seus direitos e deveres em um único documento de acesso simples, rápido e, principalmente, descomplicado”, explica.

Segundo o superintendente-adjunto da Superintendência de Regulação da Distribuição da Aneel, Hugo Lamin, a resolução é um “arcabouço regulatório amplo e completo” dos direitos e deveres do consumidor de energia elétrica. Ele destaca que um dos principais pontos trazidos pelo texto é a proibição, para as distribuidoras, de exigir ou condicionar a alteração de titularidade em alguns casos: a distribuidora não pode exigir o pagamento de débito não autorizado pelo consumidor ou de titularidade de terceiros nem exigir assinatura de qualquer termo em que o consumidor assuma a responsabilidade por débito de titularidade de terceiros.

Gustavo Praiadohttps://www.cenariomt.com.br
Atualmente, trabalha na equipe do portal CenárioMT, produzindo conteúdo sobre economia, esportes e direitos da população brasileira, gosta de assistir séries, filmes de ação e de videogames. Editor também em conteúdos regionais, sempre atento as tendências que o internauta procura para ficar bem informado.

Publicidade

Redes sociais

107,380FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,125SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

NOITE AGITADA
Homem é baleado na perna por causa de suposta dívida em Lucas do Rio Verde
janeiro 25, 2022
VIOLENCIA EXTREMA
Cabeça de pessoa é encontrada próximo a container em Lucas do Rio Verde
janeiro 25, 2022
DIFÍCIL CONTROLE
Pra conter avanço da cigarrinha, produtores cogitam vazio sanitário para não comprometer safra de milho em MT
janeiro 25, 2022
Lucas do Rio Verde
Lucas do Rio Verde inicia agendamento para imunizar crianças de 10 e 11 anos sem comorbidades
janeiro 25, 2022