20.4 C
Lucas do Rio Verde
terça-feira, 18 janeiro, 2022
Publicidade
InícioECONOMIANúmero de mortes por causa das chuvas em MG sobe para 19

Número de mortes por causa das chuvas em MG sobe para 19

Por R7

número de mortes em decorrência das chuvas em Minas Gerais aumentou de nove para 19 em 24 horas, segundo dados da Defesa Civil divulgados nesta terça-feira (11).

O registro de desabrigados, ou seja, pessoas que necessitam de abrigo público, chegou em 3.481, enquanto a quantidade de desalojados, ou seja, deixaram suas casas e foram para imóveis de parentes ou amigos, por causa dos temporais, totalizam 13.756.


--Continua depois da publicidade--

Os 10 novos óbitos foram registrados nas cidades de Dores do Guanhães, São Gonçalo do Rio Abaixo e Ervália, com uma morte em cada, duas em Caratinga e cinco em Brumadinho.

Em São Gonçalo do Rio Abaixo, a 86 km de Belo Horizonte, uma menina de 11 anos morreu após um muro desabar sobre a casa dela. Ela estava no imóvel com os pais e a irmã de 19 anos, que tiveram ferimentos leves.

Em Ervália, a 265 km da capital, um deslizamento de terra, nesta segunda-feira (10), provocou o desabamento da estrutura de um bar, onde estava um jovem de 20 anos. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu.

As duas mortes em Caratinga, a 311 km de BH, aconteceram neste domingo (9). Uma delas, o motorista de um carro, de 41 anos, não sobreviveu após ser arrastado pela forte correnteza de um córrego que havia transbordado. O veículo seguia pela ponte que dá acesso ao distrito de Santo Antônio. Outro homem que estava no carro conseguiu nadar até a margem e se salvar.


--Continua depois da publicidade--

Já o outro óbito aconteceu no bairro Santa Cruz e foi causado por deslizamento de encosta sobre casas. Uma idosa de 62 foi retirada com vida, mas um homem de 28 anos morreu.

Em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, cinco pessoas da mesma família morreram após o carro em que eles estavam ser soterrado por um barranco. Entre elas, duas crianças. As vítimas saíram de Paula Cândido, a 254 km da capital, em direção ao Aeroporto Internacional de Confins, na Grande BH, onde pegariam um voo para o Mato Grosso do Sul. No entanto, estavam desaparecidas desde o último sábado (8).

Ainda segundo o órgão, as mortes no acidente de Capitólio não serão computadas no balanço do período chuvoso até o encerramento das investigações.

Governador Valadares

Em comunicado nas redes sociais, a Prefeitura de Governador Valadares, a 320 km de Belo Horizonte, afirma que 6.000 pessoas estão desalojadas e 93 desabrigadas, por causa da enchente na região provocada pelo aumento do nível do Rio Doce, que está na cota de inundação.

A Defesa Civil Municipal informou que a quantidade de água já atingiu 3,98 m e a previsão é que atinja 4,50 m ainda nesta terça-feira (11).

Em Ponte Nova, a 180 km de BH, 15 famílias estão desalojadas devido às chuvas, segundo a Defesa Civil do município. A cidade ainda informou que 32 idosos do abrigo municipal precisaram ser transferidos para um outro prédio. Até o momento, não há registros de desabrigados.

Ao todo, foram registradas 190 ocorrências de estragos no município mineiro por causa das chuvas, sendo 90% delas relacionadas a deslizamentos de terra.


--Continua depois da publicidade--
Rebeca Moraeshttps://www.cenariomt.com.br
Redatora do portal CenárioMT, escreve diariamente as principais notícias que movimentam o cotidiano das cidades de Mato Grosso.

Publicidade

Redes sociais

107,350FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,120SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

ATUALIZAÇÃO
Novo boletim Covid de Lucas do Rio Verde registra 47 novos casos positivos em 24 horas
janeiro 17, 2022
Lucas do Rio Verde
Conselheiras tutelares de Lucas do Rio Verde recebem capacitação até 21 de janeiro
janeiro 17, 2022
Lucas do Rio Verde
Processo Seletivo nº 02/2021 é homologado pela Prefeitura de Lucas do Rio Verde
janeiro 17, 2022
Lucas do Rio Verde
Covid-19: Confira quem está sendo vacinado em Lucas do Rio Verde nesta semana
janeiro 17, 2022