31.9 C
Lucas do Rio Verde
quinta-feira, 17 junho, 2021
InícioCENÁRIO POLÍTICODIRETO DE BRASÍLIAAudiência vai debater direitos das comunidades quilombolas

Audiência vai debater direitos das comunidades quilombolas

Comissão avaliará recomendações recebidas pelo Brasil no âmbito da Revisão Periódica Universal da ONU
Por Redaçao CenarioMT com inf. Ag camara

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados realiza, na próxima sexta-feira (21), audiência pública para debater os direitos das comunidades quilombolas, a partir das recomendações recebidas pelo Brasil no âmbito da Revisão Periódica Universal (RPU).

A Revisão Periódica Universal é um mecanismo de avaliação da situação dos direitos humanos nos 193 países que integram a Organização das Nações Unidas (ONU). Por meio da RPU, os países se avaliam mutuamente e produzem um conjunto de recomendações.


--Continua depois da publicidade--

A audiência foi solicitada pelo presidente da Comissão de Direitos Humanos, deputado Carlos Veras (PT-PE), em requerimento subscrito pelos deputados Bira do Pindaré (PSB-MA), Erika Kokay (PT-DF), Frei Anastácio (PT-PB), Joenia Wapichana (Rede-RR), Padre João (PT-MG), Sâmia Bomfim (Psol-SP) e Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ).

Carlos Veras ressalta que, no final de 2019, a Câmara dos Deputados e o Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para Direitos Humanos firmaram parceria para a criação de um observatório parlamentar no âmbito da
Comissão de Direitos Humanos e Minorias com o objetivo de
monitorar as recomendações recebidas pelo Brasil no mecanismo de
RPU.

“A parceria foi renovada em 2020 para vigência por mais um ano, contado a partir de 13 de fevereiro de 2021”, afirma o deputado.

Em 2017, o Brasil passou pelo terceiro ciclo de avaliação e recebeu 246 recomendações sobre direitos humanos, das quais aceitou voluntariamente 242. “A principal atividade do observatório é o monitoramento dessas recomendações recebidas e aceitas pelo Brasil, por meio de análises técnicas e audiências públicas, a partir das quais serão elaborados relatórios temáticos a respeito do estágio de cumprimento das recomendações”, explica Veras.


--Continua depois da publicidade--

Convidados
Foram convidados para o debate:

  • o presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa das Comunidades Quilombolas, deputado Bira do Pindaré;
  • a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves;
  • o diretor do Departamento de Proteção ao Patrimônio Afro-Brasileiro da Fundação Cultural Palmares, Laércio Fidelis Dias;
  • o coordenador de Articulação Quilombola de Apoio a Comunidades Remanescentes de Quilombos da Fundação Cultural Palmares, Murilo Botelho Ferreira;
  • o representante da 6ª Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal, Leandro Mitidieri;
  • o defensor público-geral federal, Daniel de Macedo Alves Pereira;
  • o representante da Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas (Conaq), Denildo Rodrigues;
  • um representante do Centro de Cultura Negra do Maranhão;
  • um representante da organização Terra de Direitos.

A audiência será realizada a partir das 9 horas, no plenário 13. O debate poderá ser acompanhado ao vivo por meio de sala interativa na internet.

Da Redação
Edição – Pierre Triboli


© CenárioMThttps://www.cenariomt.com.br
CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal!
- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

Lucas do Rio Verde
Processo seletivo do Esporte é homologado pela Prefeitura de Lucas do Rio Verde
junho 17, 2021
Lucas do Rio Verde
EM LUCAS: Conselho Municipal de Políticas Culturais apresenta projeto para implantação do Museu Histórico
junho 17, 2021