Sampaoli tem meta de título a curto/médio prazo no Atlético-MG: “Quer muito ganhar”, diz Mattos

0
Futebol
Por Pixabay

Jorge Sampaoli não veio passear no Atlético-MG. É o que garante o diretor de futebol, Alexandre Mattos, sobre o estilo de trabalho e as pretensões do técnico argentino no clube. Ainda que a pandemia da Covid-19 tenha atrasado parte dos planejamentos e ações, o comandante segue na avidez de levantar títulos. Nada de preparar terreno, por exemplo, para outro treinador ser campeão.

– Sampaoli, acima de qualquer coisa, quer muito ganhar. Ele só fala… Não tem a paciência de: “ah, vamos montar…” Não, não. (Ele fala) “Vamos ganhar, vamos ganhar. Preciso ganhar, quero ser o primeiro”. E vamos ajudar ele a construir isso – disse Mattos, em entrevista à Rádio 98FM.

O executivo de futebol, contratado pouco depois de o Atlético anunciar a chegada do treinador, veio justamente para ajudar o Galo a trilhar caminhos de glórias. O clube não vence o Mineiro desde 2017. Mas o Estadual é pouco. Um troféu de maior expressão não vem desde 2014. Para tanto, uma parte primordial é no fortalecimento da equipe.

Recentemente, o Atlético dispensou seis jogadores, dentre eles, dois volantes (Ramón Martínez e José Welison) e dois centroavantes (Franco Di Santo e Ricardo Oliveira). Na última terça-feira, Gustavo Blanco e Jair se lesionaram. As posições carentes são evidentes: zagueiro, volante e centroavante. Agora é achar soluções no mercado para suprir as carências do técnico argentino.

– Se a gente tem três zagueiros, precisamos de alguma coisa. Se temos três volantes, precisamos de alguma coisa. São posições que a gente tem de carência. E lá na frente (ataque) também, os dois camisas 9 (Di Santo e Ricardo Oliveira), por uma opção técnica do Sampaoli, a gente preferiu fazer um acordo para eles seguirem um novo caminho, ainda estamos trabalhando esse acordo. Vamos precisar. Temos algumas deficiências até de quantidade também e ai cabe a gente entender o o mercado para buscar os melhores acordos, seja de jogador vindo livre (algo difícil de imaginar), seja investimento dentro da realidade do Atlético. E entendendo também os anseios do Sampaoli – completou Mattos.

Dos jogadores que o Galo busca no mercado, alguns nomes foram já discutidos. Os mais recentes são Alan Franco (Independiente del Valle) e Léo Sena (Goiás) para o meio de campo, Eduardo Vargas (Tigres) para o ataque. Nenhum reforço confirmado, entretanto.Com a volta dos treinos, é possível imaginar que as ligações telefônicas entre Sampaoli e Mattos diminuíramMas o trabalho diário do treinador segue em ritmo frenético na Cidade do Galo.


Amazonia 03 de Junho