David Corrêa, maior vencedor de sambas-enredo da Portela, morre no Rio aos 82 anos

0
Foto: Reprodução

O compositor David Corrêa morreu na tarde deste domingo (10), aos 82 anos, no Hospital Marcílio Dias, no Lins, na Zona Norte do Rio.

Maior vencedor de sambas-enredo da Portela, o compositor estava internado desde sábado (2) e sofreu, neste domingo, complicações renais.

A Portela lamentou a morte de David Corrêa em suas redes sociais. Na nota, a agremiação diz que familiares do compositor disseram que o hospital informou que David foi vítima de Covid-19.

“O presidente Luis Carlos Magalhães, o vice-presidente Fábio Pavão e toda a diretoria da Portela lamentam profundamente o falecimento de David Corrêa, um dos maiores expoentes da Ala de Compositores Ary do Cavaco, e se solidarizam com seus familiares e amigos. Perdemos um gigante!”

Em abril, o sambista foi operado no pulmão após ser atropelado em Jacarepaguá, na Zona Oeste da cidade, e recebeu alta. Neste domingo, David Corrêa passou por uma sessão de hemodiálise, mas não resistiu.


O compositor ainda foi autor de sambas em outras agremiações como Mangueira, Salgueiro, Estácio e Imperatriz, além de ser autor de músicas como “Mel na boca” e “Neguice descarada”. Cantores como Elza Soares, Almir Guineto, Maria Bethânia, Reinaldo e outros muitos gravaram suas canções..


--Continua depois da publicidade ©--

Na Portela, David venceu as disputas de samba em sete ocasiões: 1973, 1975, 1979, 1980, 1981, 1982 e 2002. Na década de 1970, ainda ajudou a defender o samba na avenida.

Sambas-enredo da Portela compostor por David Correa:

  • 1973- Passárgada, o Amigo do Rei
  • 1975- Macunaíma, Herói de Nossa Gente
  • 1979- Incrível, Fantástico, Extraordinário!
  • 1980- Hoje Tem Marmelada
  • 1981- Das Maravilhas do Mar, Fez-se o Esplendor de Uma Noite
  • 1982- Meu Brasil Brasileiro
  • 2002- Amazonas, esse Desconhecido! Delírios do Eldorado Verde

Viúvo, ele deixa cinco filhos. A família ainda não informou o local do sepultamento.