Estados e municípios devem atualizar cadastro para receber recursos para educação

Programa Dinheiro Direto na Escola tem objetivo de dar assistência financeira às escolas da educação básica; atualização cadastral deve ser feita anualmente

0
Os recursos são investidos em melhoria da infraestrutura física e pedagógica, em reforço da autogestão escolar e em elevação dos índices de desempenho da educação básica. - Foto: Banco de Imagem

Estados, municípios e órgãos responsáveis pela gestão dos recursos financeiros das escolas, que queiram receber recursos do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), devem atualizar os cadastros no sistema PDDEweb, disponível no site do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

A atualização cadastral deve ser realizada anualmente. “A medida é importante, porque sem a atualização cadastral o ente fica impedido de receber os recursos do programa. Quanto mais cedo as entidades atualizam o cadastro, mais cedo recebem os repasses”, explicou a presidente do FNDE, Karine Santos.


-Continua depois da publicidade ©-

O sistema PDDEweb funciona em todos os navegadores de internet. As unidades executoras (UEx) que esqueceram sua senha ou ainda não a possuem, poderão solicitá-la no próprio sistema. As dúvidas podem ser tiradas através do e-mail .

PDDE

O Programa Dinheiro Direto na Escola destina dinheiro diretamente às escolas, sem intermediários, com o objetivo de dar assistência financeira às instituições da educação básica das redes estaduais, municipais e do Distrito Federal, e às escolas privadas de educação especial mantidas por entidades sem fins lucrativos.

Os recursos são investidos em melhoria da infraestrutura física e pedagógica, em reforço da autogestão escolar e em elevação dos índices de desempenho da educação básica.