Guedes deve propor a Bolsonaro repor a inflação no salário mínimo

0
Guedes avalia autorizar recomposição do salário mínimo deste ano

O ministro da Economia, Paulo Guedes, deve propor nesta terça-feira (14) ao presidente Jair Bolsonaro ajuste na medida provisória que fixou o valor do salário mínimo de 2020 em R$ 1.039. A ideia é aumentar o valor, para repor a inflação. A decisão final, segundo interlocutores de Guedes, é politica e será do presidente.

A equipe do ministro da Economia avalia que o melhor caminho é fazer uma mudança na MP já enviada ao Congresso. Ou, então, enviar uma mensagem ao Legislativo pedindo que a mudança seja feita durante a votação da medida.


-Continua depois da publicidade ©-

O mínimo de R$ 1.039 foi fixado com base numa previsão do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 2019 de 4,1%, mas a taxa ficou acima disto, em 4,48%. Com base no índice, e levando em conta o resíduo de 2018 que a equipe decidiu repassar ao mínimo, o valor pode ir para R$ 1.045 .

Guedes terá hoje sua primeira reunião com o presidente depois de retornar de seu período de recesso de final de ano. O encontro está previsto para acontecer no início da tarde.

Técnicos da equipe econômica defendem o ajuste porque os benefícios acima do salário mínimo, pagos pela Previdência Social, vão ter uma correção pelo INPC de 4,48%. Ou seja, quem ganha um benefício equivalente ao mínimo ficaria com um reajuste menor, o que não é considerado justo pelos assessores de Guedes.

Além do ajuste na MP do salário mínimo, Guedes vai levar na sua agenda as medidas em estudo para acabar com o represamento na concessão de benefícios da Previdência Social. A ideia do Ministério da Economia é anunciar as propostas até quarta-feira (15).

Governo reajusta aposentadoria acima do salário mínimo em 4,48%


-
-