No Dia Nacional do Condutor de Ambulância (10 de outubro), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou a Operação Asclépio, com objetivo de fiscalizar motoristas de ambulâncias e também os veículos utilizados neste serviço.

A operação visa combater infrações de trânsito como condutores que não possuem curso especializado para condução de veículos de emergência e ambulâncias em mau estado de conservação – com pneus carecas, por exemplo – ou sem equipamentos obrigatórios como cinto de segurança. Os policiais também fiscalizam o uso dos veículos de emergência para outras finalidades como transporte de mercadorias e produtos ilícitos.

--
-Continua depois da publicidade ©-
--

Em Mato Grosso, a operação aconteceu nas regiões de Cáceres, Pontes e Lacerda, Rondonópolis e em Cuiabá e Região Metropolitana. Entre os veículos abordados, em Pontes e Lacerda foi flagrado um motorista de uma prefeitura de Rondônia, que não possui o curso para condução de ambulância. Já em Cuiabá, uma ambulância de um município de Mato Grosso estava com o parabrisa trincado e o farol quebrado, outra andava com o licenciamento em atraso. Em todos os casos, foram feitas as autuações e as prefeituras serão comunicadas para regularizarem as situações.

A Operação leva o nome do Deus da Medicina e da Cura, segundo a mitologia greco-romana – Asclépio.


-Continua depois da publicidade ©-