Huawei segue sem espaço no mercado 5G da Índia

0

Apesar da ameça de sanções por parte do governo chinês, a maioria das operadoras indianas resolveu deixar a Huawei de lado na construção da sua rede 5G. A informação foi confirmada nesta segunda-feira (12) por uma série de executivos que não quiseram se identificar.

De acordo com essas fontes, a decisão de não usar equipamentos da Huawei é uma espécie de salvaguarda. Assim, caso o governo indiano resolva banir a empresa, o prejuízo será menor:

--
-Continua depois da publicidade ©-
--

Dado que existem preocupações de segurança global com relação aos equipamentos da Huawei, ninguém quer ser pego no fogo cruzado. É melhor estar seguro e implantar a Huawei apenas na parte não essencial da rede 5G.

Um segundo executivo também confirmou isso é uma espécie de consenso que há entre as operadoras Bharti Airtel, Vodafone Idea e Reliance Jio. Para as empresas, é melhor não usar os equipamentos da chinesa em 100% da rede 5G.

Não queremos ser pegos em uma situação em que implantamos equipamentos Huawei e, em seguida, vem uma proibição. Seria uma aposta tão grande e já, dado o estresse do setor, parece que ninguém vai correr esse risco.

Os executivos defendem que o governo indiano se manifeste logo sobre a situação da Huawei no país. Isso porque, caso haja uma confirmação de que a empresa não será banida, a maioria das operadoras devem optar por equipamentos da chinesa, uma vez que eles são os mais baratos do setor.


-Continua depois da publicidade ©-

Enquanto a administração do primeiro-ministro Narendra Modi não se manifesta, a maioria das operadoras indianas seguem negociando com Nokia e Ericsson. Entretanto, o preço pago pela tecnologia está sendo “substancialmente superior” ao que é cobrado pela Huawei.