Manter vida com alimentação saudável ajuda na prevenção ao câncer

Alimentos estimulam defesa natural e podem ajudar a destruir agentes cancerígenos sem causar danos graves às células

0
Muita gente sabe que manter hábitos saudáveis pode ajudar a prevenir diversas doenças – entre elas, o câncer. A nutricionista Paloma Pietra explica que “existem três hábitos fundamentais para levar uma vida saudável e prevenir da doença: ter uma alimentação equilibrada, manter um peso adequado e praticar atividades físicas”.

Comer frutas, legumes e verduras pode ajudar porque são fonte de vitaminas, fibras e minerais, contendo inclusive antioxidantes que preservam o bom funcionamento do organismo. Esses alimentos estimulam a defesa natural do corpo e podem ajudar a destruir agentes cancerígenos sem causar danos graves às células.

--
-Continua depois da publicidade ©-
--

Alimentos como brócolis, tomate e soja ajudam nesse processo e devem ser consumidos de forma moderada. Com essa atuação, é possível que eles bloqueiem ou até revertam os estágios iniciais da formação de um tumor.

A médica oncologista Maria Del Pilar conta que existem vários motivos que provocam o câncer e o envelhecimento pode ser um deles. “Mais da metade dos tumores vai acontecer depois dos 50 anos de idade. É por isso que o envelhecimento está relacionado ao câncer. Alguns hábitos antigos podem amenizar isso. Fazer atividade física, não fumar e não consumir alimentos industrializados, além de participar dos programas de prevenção, são medidas para reduzir os riscos de câncer”, afirma.


-Continua depois da publicidade ©-

Hábitos

Porém, muitas pessoas só mudam seus hábitos de vida após acontecer um caso de câncer em alguma pessoa próxima. “Eu nunca me preocupei com alimentação, sempre comi fast food e congelados, até que minha mãe foi diagnosticada com câncer de fígado e eu percebi a importância que os alimentos têm em nossa vida”, relata a jornalista Roberta Schiazza.

Os exercícios também são fundamentais, de acordo com o médico oncologista Paulo Hoff. “Os exercícios físicos podem combater a obesidade e combatem o desequilíbrio hormonal, dois fatores de risco para o desenvolvimento de câncer, além de serem importantes na recuperação e reabilitação dos pacientes oncológicos, por assumirem um impacto positivo sobre corpo e mente”, explica.