Justiça decreta prisão preventiva de coronel acusado de desviar armas

0

A Justiça Militar da União decretou ontem (25) a prisão preventiva do tenente-coronel do Exército Alexandre de Almeida, acusado de desviar armas da força armada para um clube de tiro no Espírito Santo. O oficial era o responsável pela fiscalização de armamentos do Exército no estado do Rio de Janeiro.

Segundo com nota divulgada pela Justiça Militar, Almeida é suspeito de vender irregularmente, por R$ 90 mil, 166 armas de diversos calibres ao clube de tiros Grupo Guerreiros, que também funciona como loja de armas, em Vila Velha (ES).


-Continua depois da publicidade ©-

As armas foram repassadas entre os anos de 2017 e 2018, quando o militar era o chefe do Serviço de Fiscalização de Produtos Controlados da 1ª Região Militar. Ainda segundo a Justiça, as armas repassadas ao clube eram entregues ao Serviço de Fiscalização e deveriam ter sido destruídas, mas acabaram sendo vendidas ilegalmente.

Edição: Kleber Sampaio