“Recall” do frango contaminado com Salmonela: entenda os sintomas

0

A BRF, dona da Perdigão, fez um recall no dia 13/02/2019 orientando a retirada de 164,7 toneladas de carne de frango in natura destinadas ao mercado brasileiro e de 299,6 toneladas destinadas ao exterior, produzidas nos dias 30 de outubro de 2018 e entre 5 e 12 de novembro de 2018, na unidade de Dourados (MS). Este “recall” do frango foi necessário em decorrência da possibilidade destes lotes estarem contaminados com a Salmonella enteriditis, uma bactéria que pode causar um quadro importante de diarreia aguda.

A Agencia Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) também emitiu parecer proibindo a comercialização destes lotes.

Quais são os sintomas da diarreia por Salmonela?

Os primeiros sinais podem ser enjoo, vômitos, mal-estar, dor no corpo, principalmente na região abdominal, febre e na sequência diarreia, que pode ser aquosa ou sanguinolenta. É um quadro bastante desconfortável, que pode durar de 7 a 14 dias.

Crianças, adultos e idosos: todos podem adquirir a Salmonela. As crianças são particularmente sensíveis, pois a perda de água e de sais minerais pelas fezes e vômitos pode facilmente levar à desidratação e, importante saber, a Salmonela pode atingir a circulação sanguínea e causar focos infecciosos em outros órgãos como, por exemplo, pneumonia ou meningite, levando à infecção de múltiplos órgãos.

Além disso, a Salmonela é uma bactéria com características especiais: é resistente ao frio. Por isso, mesmo que o frango tenha sido congelado, a Salmonela pode permanecer intacta depois de descongelar e causar a diarreia. É menos resistente ao calor: geralmente morre com temperaturas acime de 700C; razão pela qual recomenda-se cozinhar, fritar ou assar muito bem os alimentos que podem conter Salmonela como a carne do frango e o ovo, por exemplo.



Tem tratamento? Sim, há antimicrobianos que podem ser utilizados, mas APENAS em situações especiais e com estrita recomendação médica, pois a Salmonela também tem a característica de ser resistente a vários antibióticos.

Este “recall” do frango foi uma atitude correta e ética pois não obstante a repercussão negativa que pode gerar, revelou cuidado com a saúde dos consumidores. Isso é importante para todos nós.