Flamengo se reúne com representantes e inicia conversas por Rafinha, do Bayern

0

Sem a mesma pressa que tem por zagueiros e homens de frente, o Flamengo trabalha para reforçar suas laterais em 2019. Rafinha, do Bayern de Munique, é a bola da vez. O contrato com o clube alemão termina em junho, e o brasileiro ficará livre no mercado.

Dificilmente o Flamengo conseguirá a liberação imediata, mas os contatos para trazer o jogador no meio do ano já começaram. Na última quarta-feira, o vice de futebol Marcos Braz se reuniu com representantes do lateral em São Paulo.

Em mais de uma oportunidade o lateral, de 33 anos, admitiu vontade de defender o Flamengo. Revelado pelo Coritiba, o brasileiro está na Europa desde 2005 e fez carreira na Alemanha. Ele participou de 15 jogos da atual temporada europeia – 10 como titular. O jogador já comunicou ao Bayern de Munique que mudará de ares ao fim do contrato, mas constantemente recebe sondagens de clubes asiáticos, alemães e brasileiros. Para repatriá-lo, o Rubro-Negro terá de apresentar um projeto consistente.

Rafinha não é o primeiro alvo rubro-negro para a lateral-direita nessa janela. Ainda sob o comando da antiga gestão, o Flamengo negociou com Rafael, do Lyon, mas o jogador recuou por ser torcedor declarado do Botafogo. Após as eleições, o Rubro-Negro consultou a situação de Fagner, mas desistiu ao ouviu que teria de desembolsar US$ 5 milhões por atleta corintiano.

Desejo salarial esfria negociação com Dodô

Para lateral-esquerda, o Flamengo pensou em Dodô, mas a negociação não foi adiante diante da pedida salarial: cerca de R$ 550 mil, considerada alta demais para um atleta desta posição. O Rubro-Negro também tem a informação que o lateral está encaminhado com outro clube brasileiro.

A preferência do Santos na negociação foi ampliada até o próximo dia 10, mas o encaminhamento é de não se chegar a um acordo. Desta forma, ele se reapresentaria ao Sampdoria, mas deve seguir em outro clube do Brasil.

Se trabalha com calma para reforçar as laterais, o Flamengo tem outras negociações em estágios mais avançados. Casos, por exemplo, de Bruno Henrique, Dedé e Arrascaeta, que já receberam propostas oficiais, embora as negociações não sejam simples.

O clube também aguarda o desenrolar da situação de Gabigol com a Inter de Milão. O staff do atacante acredita que o caminho mais natural é ele se apresentar na Inter de Milão e permanecer na Europa. O West Ham tem interesse em sua contratação.