Planalto da Serra é um dos 11 municípios de MT que terá ‘lei seca’ durante o segundo turno

Além do presidente, eleitores vão escolher o novo prefeito da cidade em eleição suplementar.

0

A Justiça Eleitoral proibiu a venda de bebidas alcoólicas em onze municípios de Mato Grosso, a partir da meia-noite deste sábado (27), a fim de não prejudicar o pleito eleitoral deste domingo (28). Planalto da Serra, a 254 km de Cuiabá, onde também haverá eleição suplementar, é um dos municípios que terão lei seca.

Em Sapezal, Campos de Júlio, Sorriso, Nova Ubiratã, Ipiranga do Norte, Campo Novo do Parecis, Porto Alegre do Norte, Confresa, Canabrava do Norte e São José do Xingu, também está proibida a venda de bebidas alcoólicas neste domingo.


Quem desobedecer à determinação pode responder por crime eleitoral e ser condenado a cumprir de três a um ano de detenção, além de pagar multa.

Eleição Suplementar

Em Planalto da Serra, além da lei seca e da votação para presidente, os 2.495 eleitores vão escolher o novo prefeito e vice do município.

Dênio Peixoto (PSD) e o vereador Natal de Assis (PSDB) disputam o cargo de prefeito. O candidato eleito vai administrar o município até 2020.

Angelina e Marcos foram cassados em primeira instância em 2016 e recorreram ao Tribunal Regional Eleitoral, que manteve a decisão de primeira instância.

Após recorrerem contra a cassação e terem o recurso negado, a prefeitura ficou sob o comando do presidente da Câmara de Vereadores, Rosimar Alves Pereira (MDB).





| deixe sua opinião |

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui