Confira a extração de veneno de cobra gigante; VÍDEO

Fonte: CenarioMT

É uma espécie de víbora endêmica da África Ocidental . Como todas as víboras, é venenosa . Ele pode ser facilmente distinguido das espécies intimamente relacionadas B. gabonica pela presença de dois grandes "chifres" nasais. 
É uma espécie de víbora endêmica da África Ocidental . Como todas as víboras, é venenosa . Ele pode ser facilmente distinguido das espécies intimamente relacionadas B. gabonica pela presença de dois grandes "chifres" nasais. Foto: divulgação.

Confira no vídeo a seguir a extração de veneno (peçonha) de uma cobra gigante e muito perigosa.

O vídeo é destaque recente no canal do Biólogo Henrique – O Biólogo das Cobras – no Youtube.

De acordo com o especialista, a equipe fez a extração da peçonha de uma Bitis Rinoceronte.

Mundo Animal direto no seu WhatsApp!

Acesse o Mundo Animal no WhatsApp e receba conteúdos incríveis sobre animais: curiosidades, vídeos, fotos e muito mais! Explore o mundo selvagem e aprenda com a gente!

[-CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE-]

É uma espécie de víbora endêmica da África Ocidental . Como todas as víboras, é venenosa . Ele pode ser facilmente distinguido das espécies intimamente relacionadas B. gabonica pela presença de dois grandes “chifres” nasais. 

O rinoceronte Bitis tem um conjunto distinto de escamas nasais aumentadas que se parecem com um par de chifres no nariz. Esta é uma característica que compartilha com um parente próximo, Bitis nasicornis .

No entanto, Bitis nasicornis tem um padrão de cor mais brilhante e uma cabeça mais estreita. Bitis gabonica não tem tais “chifres” nasais aumentados e é, em geral, um pouco menor do que Bitis  rhinoceros .

YouTube video

A COBRA

Cobra é uma denominação genérica, utilizada frequentemente na língua portuguesa como sinônimo para serpente. Enquanto cobra-(de-)capelo designa serpentes (muito venenosas), da família Elapídeos, que, quando excitadas, dilatam a região cervical em jeito de capelo ou capuz de um monge (nas restantes línguas europeias, cobra designa as cobras-capelo, por truncamento a partir da palavra portuguesa).

Uma das espécies preferidas entre os encantadores de serpentes, vive aproximadamente por 15 anos e pode medir até três metros. As fêmeas podem botar até 30 ovos por ninhada, que permanecerão incubados entre 60 a 80 dias.
Uma das espécies preferidas entre os encantadores de serpentes, vive aproximadamente por 15 anos e pode medir até três metros. As fêmeas podem botar até 30 ovos por ninhada, que permanecerão incubados entre 60 a 80 dias. Foto: divulgação/Internet.

A maior parte das cobras-capelo põe ovos e a maior parte delas os abandona pouco depois da ovoposição. No entanto, algumas espécies são ovovivíparas e retêm os ovos dentro dos seus corpos até se encontrarem prestes a eclodir.

Recentemente, foi confirmado que várias espécies de cobras-capelo desenvolvem os seus descendentes completamente dentro de si, nutrindo-os através de uma placenta e um saco amniótico.

A retenção de ovos e os partos ao vivo são normalmente, mas não exclusivamente, associados a climas frios, sendo que a retenção dos descendentes dentro da fêmea permite-lhe controlar as suas temperaturas com maior eficácia do que se estes se encontrassem no exterior. (Fonte: Wikipédia)

Se você gostou deste post: Confira a extração de veneno de cobra gigante; VÍDEO   – vai gostar também de ler esta notícia: Agilidade da cobra coral em imobilizar sua presa; assista

Siga-nos no Facebook e Twitter para se manter informado com as notícias de hoje!

[-CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE-]

Encontre mais notícias do Mundo Animal 

Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do CenárioMT produzindo conteúdo sobre a região norte de Mato Grosso.