18.9 C
Lucas do Rio Verde
sexta-feira, 07 maio, 2021
InícioMATO GROSSOSorriso pede que Assembleia crie lei para definir ponto geodésico

Sorriso pede que Assembleia crie lei para definir ponto geodésico

Por CENÁRIOMT

O vice-prefeito de Sorriso, Gerson Bicego, entregou, na manhã desta quinta-feira (15), ao deputado estadual Xuxu Dal Molin, o pedido para que o parlamentar proponha a criação de uma lei estadual que defina as coordenadas exatas do centro geodésico de Mato Grosso. O ponto, localizado em território sorrisense e que, mesmo com marco  localizado à margem da BR-163, no km 805, a uma distância de 30 km do perímetro urbano de Sorriso, em direção a Sinop, ainda carece de um documento oficial que referende estas coordenadas.

Segundo Gerson, a definição deste ponto geográfico só existe no Município por fontes próprias, no entanto, é indispensável que outra instituição também comprove esta condição, referendando assim este marco. “Uma lei estadual seria o respaldo que precisamos para poder fazer todas as ações necessárias para a recuperação deste ponto, reconstruindo o monumento indicativo no Município”, destaca Gerson.

Tal necessidade, de recuperar este ponto, também foi apontada por vereadores sorrisenses, e integra o trabalho de manutenção dos pontos turísticos da cidade, como os monumentos em praças, áreas públicas e avenidas. “Tendo esta definição legal, certamente poderemos recuperar o ponto, ou então edificar um monumento no ponto exato informado por imagens de satélite,  demais coordenadas geográficas, e devidamente reconhecido legalmente”, reforça Gerson.

A entrega da solicitação foi feita no escritório regional do deputado Xuxu Dal Molin, localizado em Sorriso. O parlamentar destacou que deve dar encaminhamento ao processo junto à Assembleia Legislativa. “Vamos sim buscar esta certificação para resolver definitivamente esta situação, referendando Sorriso como ponto geodésico do Estado por meio de uma lei estadual”, afiançou.

Ainda em março, o vice-prefeito também buscou apoio junto ao 9.º Batalhão de Engenharia e Construção (BEC) do Exército Brasileiro, em Cuiabá, para a de um referencial que defina este ponto. Nesta empreitada, Gerson contou com o apoio do tenente-coronel Flávio Ramalho, que atua no Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) de Sorriso.


Dayelle Ribeirohttps://www.cenariomt.com.br
Redatora do portal CenárioMT
- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

PRIMEIRO ESCALÃO
Por motivos pessoais, Franz deixa Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Lucas do Rio Verde
maio 06, 2021
COVID-19
Prefeito de Lucas explica flexibilização do novo decreto: ‘Saímos de risco muito alto, para risco alto’
maio 06, 2021