Alunos são encaminhados para atendimento médico após consumirem alimentos dados por estranhos no norte de MT

Dois catadores de recicláveis foram presos por oferecer alimentos vencidos a alunos de escola municipal em Guarantã do Norte

Fonte: CenárioMT

samu atendimento escola gta
Crianças passaram mal após consumirem alimentos oferecidos por estranhos (Foto: Reprodução)

Nesta quinta-feira (6), dois catadores de recicláveis foram presos em Guarantã do Norte-MT após oferecerem alimentos vencidos a cerca de 16 alunos de uma escola municipal. As crianças, com idades entre 10 e 12 anos, precisaram ser internadas com sintomas de intoxicação alimentar.

As vítimas, alunos da Escola Municipal Darcy Ribeiro, relataram que receberam os alimentos enquanto aguardavam o transporte escolar. Após consumirem os produtos durante o recreio, por volta das 16h30, começaram a passar mal, apresentando vômitos e diarreia. “Todas foram atendidas, medicadas e já estão fora de perigo. Apenas uma delas ficou em observação, mas nada grave”, informou Diane Tonon Caovilla, coordenadora pedagógica da escola.

O delegado Waner Neves, que está à frente do caso, explicou que até o momento não há indícios de que os suspeitos, um casal de catadores de recicláveis, tivessem a intenção de envenenar ou causar danos à saúde das crianças. “Me parece que os suspeitos pegaram esses alimentos vencidos de uma loja e os deram para as crianças em frente a uma lotérica. Esses alimentos, com prazo de validade vencido, acabaram causando intoxicação nos alunos”, comentou Neves.

alimentos vencidos
Foto: PJC-MT

Ainda de acordo com o delegado, não há sinais de envenenamento e a polícia aguarda o laudo médico para confirmar as causas da intoxicação. “Ao que parece, foi só intoxicação mesmo. São pessoas muito simples e não houve a intenção de causar mal às crianças”, acrescentou.

Acusação e procedimentos legais

Os suspeitos foram ouvidos e devem responder por crime contra a saúde pública. O caso também foi registrado pela Polícia Militar e continua sob investigação para esclarecer todos os detalhes do incidente.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A comunidade escolar ficou abalada com o ocorrido, mas aliviada ao saber que as crianças estão fora de perigo. “Foi uma situação inesperada e preocupante, mas felizmente todas as crianças estão bem agora. Continuaremos acompanhando de perto para garantir a segurança e o bem-estar dos nossos alunos”, declarou Diane Tonon Caovilla.

O incidente em Guarantã do Norte serve como um alerta para a importância de se verificar a procedência e a validade dos alimentos antes de consumi-los, especialmente no caso de doações feitas de maneira informal.

É formado em Jornalismo. Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do CenárioMT produzindo conteúdo sobre política, economia e esporte regional.