29 C
Lucas do Rio Verde
quinta-feira, 25 fevereiro, 2021
Início CENÁRIO POLÍTICO DIRETO DE BRASÍLIA Último a discursar, Kim Kataguiri lança candidatura de protesto e defende impeachment

Último a discursar, Kim Kataguiri lança candidatura de protesto e defende impeachment

Deputado acusa interferência do Executivo na eleição da Mesa Diretora e aponta incoerências no discurso de Jair Bolsonaro
Por Redaçao CenarioMT com inf. Ag camara

O deputado Kim Kataguiri (DEM-SP) afirmou que disputa a presidência da Câmara na forma de uma candidatura de protesto com pauta única: a defesa do impeachment do presidente da República, Jair Bolsonaro.

Kim Kataguiri fez várias críticas a Bolsonaro. Destacou que, quando concorreu à presidência da Câmara na legislatura passada, Jair Bolsonaro criticou a atuação do Poder Executivo na época, mas agora, como presidente, faz o mesmo.


--Continua depois da publicidade--

“O Executivo sempre interfere [na eleição para a Mesa Diretora], mas não podemos ter uma Câmara que não cria leis, que não representa os anseios do povo, que é submissa ao Judiciário”, leu o deputado, reproduzindo Bolsonaro.

Segundo Kim Kataguiri, o governo ofereceu a aliados cargos em órgãos públicos que administram R$ 110 bilhões em recursos. “Indiciados e réus, é na mão dessa gente que esses cargos se encontram hoje”, afirmou.

Conforme o deputado, no governo do ex-presidente Michel Temer foram atendidas várias emendas parlamentares. “Temer enfrentou duas denúncias [de impeachment], mas não pagou tantas emendas como Bolsonaro”, disse.

. “Prometeu acabar com a mamata, com o toma-lá-dá-cá”, afirmou. “Mas dobrou os gastos com cartão corporativo, sugeriu a extinção do Coaf [Conselho de Controle de Atividades Financeiras] para proteger a si mesmo e à família”, acusou.


--Continua depois da publicidade--

“Não tem privatizações, não tem reformas”, destacou. “Era contra a reeleição, agora já pensa em 2022”, disse. “Nos poucos projetos que apresentou, não fez nada para que fossem aprovados, isentou-se da responsabilidade”, afirmou.

Para Kim Kataguiri, os parlamentares não podem eleger a Mesa Diretora buscando apenas solução para eventuais problemas dos deputados. “Vivemos uma crise institucional, é preciso resgatar a credibilidade da Câmara”, disse.

Dos parlamentares que disputam nesta segunda-feira (1º) a presidência da Câmara, Kim Kataguiri foi o último a defender a candidatura, lançada de forma independente. Ao final dos pronunciamentos será aberta a votação.



© CenárioMThttps://www.cenariomt.com.br
CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal!
- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

ENSINO SUPERIOR
Lucas: Em tempos de pandemia, IFMT realiza defesa de TCC de modo virtual
fevereiro 25, 2021
Geral
Prefeito Miguel assina termo de acordo que estabelece incentivos para a construção de nova Central Hidrelétrica
fevereiro 25, 2021