22.9 C
Lucas do Rio Verde
quinta-feira, 02 dezembro, 2021
InícioCENÁRIO POLÍTICOAL-MTFaissal apresenta indicação para implantação do aterro metropolitano sanitário consorciado na baixada...

Faissal apresenta indicação para implantação do aterro metropolitano sanitário consorciado na baixada cuiabana

Por CenárioMT

Em sua volta ao trabalho parlamentar na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, o deputado Faissal Calil (PV), apresentou na sessão da última quarta-feira (27), a Indicação nº 5571/2019 (Veja a íntegra aqui) junto à Secretaria de Estado de Meio Ambiente de Mato Grosso (Sema) para a implantação de um aterro sanitário metropolitano consorciado que atenda todos os municípios da baixada cuiabana.

O parlamentar justificou sua indicação afirmando que há uma grande dificuldade dos municípios com menos de 100 mil habitantes, para descartarem de forma sustentável seus resíduos, fato que impede a adequação destes às exigências previstas na Lei 12.305/2010, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).


--Continua depois da publicidade--

“Ao percorrer vários municípios da baixada cuiabana, todos me relataram a dificuldade de administrar com um órgão fiscalizador em cima deles e ainda ter que gastar a receita do município, que já é pequena, pagando multa atrás de multa para o Ministério Público. Se aqui em Cuiabá nós não temos um aterro sanitário decente e ainda convivemos com um lixão a céu aberto, quem dirá um município com menos de 100 mil habitantes. Temos que evitar que esses municípios menores, sem capacidade de investimento, sejam tão penalizados e eliminar os danos ambientais que os lixões das cidades da região vêm ocasionando”, enfatizou o deputado.

Faissal argumentou também que a população de Cuiabá e de municípios vizinhos como Várzea Grande, Santo Antônio de Leverger e Nossa Senhora do Livramento torna viável, pela demanda, a implantação do aterros sanitário na região metropolitana. A emenda apresentada pelo parlamentar destaca ainda que a principal finalidade do consórcio será a gestão integrada de resíduos sólidos produzidos pelos envolvidos, com um rateio de custos proporcional aos serviços prestados para cada município, fato que viabiliza a participação de todos.

“Já existe um estudo que comprova a inviabilidade de se construir aterros sanitários individuais nestas cidades menores da baixada cuiabana. Por isso, nós temos que mudar essa consciência que o aterro é um problema, quando, na verdade, países como o Japão, há mais de cinco séculos atrás, já tratavam o lixo como solução, como fator gerador de renda e cidadania. Atualmente nós temos tecnologias para serem aplicadas na solução dos diversos problemas causados pela má gestão dos resíduos. Nossa intenção é que tenhamos, aqui na baixada cuiabana, um aterro sanitário metropolitano moderno que atenda todas as cidades da região, precisamos urgente dar uma destinação sustentável aos resíduos produzidos aqui e cumprir a legislação prevista na Política Nacional de Resíduos Sólidos”, finalizou Faissal.

© CenárioMThttps://www.cenariomt.com.br
CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal!

Redes sociais

107,351FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,096SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

Lucas do Rio Verde
Campanha Dezembro Vermelho alerta para diagnóstico e tratamento precoce da Aids e outras ISTs
dezembro 02, 2021
Lucas do Rio Verde
Grupo Santos e Fut Girls conquistam título da Copa Rio Verde de Futsal
dezembro 02, 2021
Lucas do Rio Verde
Alunos da Escola Municipal Cecília Meireles realizam Cantata de Natal
dezembro 02, 2021
Lucas do Rio Verde
Curso de salgados tem inscrições abertas no Cras de Lucas do Rio Verde
dezembro 02, 2021