Projeto Guarda-Roupa Solidário distribui roupas arrecadadas para mais de 15 mil famílias carentes de MT

0
Foto: TV Centro América/Reprodução

O projeto Guarda-Roupa Solidário, do Multiação, continua e começou esta semana distribuindo roupas para famílias carentes.

Representantes da Central Única das Favelas e Ama (Cufa) foram à sede da Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt) para receber donativos que vão ajudar milhares de famílias carentes no estado. São 3 mil peças de roupas que foram arrecadadas para o projeto Bazar Solidário do Multiação. Todas as roupas foram esterilizadas como forma de prevenção contra o novo coronavírus.

“Tem muitas famílias que perderam o seu ganho e as crianças continuam crescendo. Nós atendemos crianças, e estão com muita dificuldade em conseguir roupas e sapatos, então a gente ficou muito feliz quando recebemos a notícia de que seríamos contemplados e que a gente poderia doar a essas famílias. O projeto chegou em um momento em que estamos bastante angustiados. Nós atendemos 207 famílias e pelo menos 150 estão em situação de vulnerabilidade”, disse Helena Amaral, presidente Ama Várzea Grande.

“Nesse momento de pandemia estamos atendendo mais de 15 mil famílias no estado, percebemos que muitas famílias estão em casos extremos, com falta de alimentos, falta de roupas, faltam muitas coisas. Nós vamos entregar para famílias de Cuiabá e Várzea Grande em situação de vulnerabilidade. Existe a possibilidade de enviarmos também para o interior do estado na próxima semana”, disse Anderson Marques, presidente da Central Única das Favelas de MT.

A entrega dos donativos foi definida após uma mudança de estratégia do Multiação, para não parar as ações de solidariedade, principalmente por causa da pandemia do novo coronavírus.

“Todos nós tivemos que nos adaptar a esse tempo de pandemia e assim foi com o Multiação. Apear das sessões presenciais estarem suspensas, porque reúnem muitas pessoas para os atendimentos, nós conseguimos viabilizar algumas ações que podem continuar, entre elas o Guarda Roupa Solidário, que hoje atende a diversas instituições para que pessoas possam receber essa doação de roupas tão importante para enfrentar também as consequencias da pandemia. Nós criamos essa estratégia para encontrar as pessoas que sempre precisaram e hoje precisam ainda mais. Essas roupas estavam todas em estoque e agora vão encontrar pessoas que realmente precisam delas e não podem esperar o final da pandemia para receber”, afirmou Gustavo Oliveira, presidente da Fiemt.

As doações podem ser entregues na sede da Fiemt, Senai e Sesi. As peças são limpas, esterilizadas e, depois, entregues para instituições que atendem famílias carentes em Mato Grosso.


Amazonia 03 de Junho