Mais dois pecuaristas vão retirar prêmio da Mega da Virada em MT: ‘Falava que era pé frio, mas agora deu certo’

Fidelcílio José e Paulo Batista são dois dos 26 compradores das cotas do bolão organizado pela lotérica. A Caixa Econômica Federal informou que até agora seis cotas foram resgatadas.

0

Mais dois pecuaristas que participaram do bolão da Mega-Sena da Virada 2019, em Juscimeira, a 163 km de Cuiabá-MT, foram retirar o prêmio na Caixa Econômica Federal.

Fidelcílio José da Silva, de 73 anos, e Paulo Batista, de 59 anos, são dois dos 26 compradores das cotas do bolão organizado pela única lotérica da cidade.

A Caixa informou que até a manhã desta sexta-feira (3) apenas seis cotas foram resgatadas. Além do bolão de Juscimeira, outras três apostas acertaram as seis dezenas: duas de São Paulo (SP) e uma de Criciúma (SC). Cada uma das quatro vai receber cerca de R$ 76 milhões. As dezenas sorteadas foram: 03 – 35 – 38 – 40 – 57 – 58.

O bolão de Juscimeira, de 11 números, custou R$ 2.806,44, e foi feito no dia 5 de dezembro. Os bilhetes comprados pelos pecuaristas custaram R$ 107,94 e cada cota deve receber um prêmio de cerca de R$ 2,9 milhões.

Após retirar o prêmio, Fidelcílio passou na lotérica com a mulher para agradecer aos funcionários.

O pecuarista contou ao G1 que comprou apenas uma cota em parceria com o filho e um amigo. Com isso, o prêmio de R$ 2,9 milhões pela cota comprada será dividido entre os três.

Para Fidelcílio, apesar de apostar na loteria há muitos anos, o prêmio que ganhou foi uma surpresa.

“Eu falava: ‘que pé frio, nunca dá nada’. Passava o ano todo comprando e nunca ganhava, mas agora no final do ano deu certo”, ressaltou.

Questionado sobre o que vai fazer com o dinheiro, ele disse que não teve tempo de pensar ainda.

Já Paulo afirmou que usará o dinheiro para pagar as contas e ajudar a família. “Quero retribuir tudo o que já fizeram por mim”, ressaltou.

O ganhador disse que também dividiu o valor do bilhete com o afilhado, o pecuarista Marcos Nonato Arraes, de 70 anos, que passou na Lotérica Triunfo na quinta-feira (2) para agradecer a atendente que registrou o bilhete.

Os dois também devem dividir o prêmio ganho com a cota comprada.

“Foi muito bom ter ganhado. Jogo há muitos anos e nunca dava nada. Já trabalhei muito na minha vida e agora vou poder ficar tranquilo”, disse.

A atendente Jaqueline Samaro foi a responsável por registrar a aposta.

“Ficamos felizes e agradecidos, pois muitos desses ganhadores precisavam do dinheiro. Já para nós a expectativa é que o movimento aumente. O assunto está sendo muito falado na cidade”, disse Jaqueline.

Cotas

De acordo com a Caixa Econômica Federal, o Bolão Caixa é a possibilidade que o apostador tem de realizar apostas em grupo. Em uma das modalidades, cada apostador preenche o campo próprio no bilhete e faz a aposta.

Outra possibilidade é os apostadores comprar cotas de bolões organizados pelas lotéricas, como aconteceu em Juscimeira.

Nesse caso, segundo a Caixa, poderá ser cobrada uma tarifa de serviço adicional de até 35% do valor da cota. Na Mega-Sena, os bolões têm preço mínimo de R$ 10,00. No entanto, cada cota não pode ser inferior a R$ 5,00.

A Caixa informou ainda que é possível realizar um bolão de no mínimo duas e no máximo 100 cotas.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta com 11 dezenas, segundo a Caixa, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 108.363.

Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, a chance é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo) a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.


Amazonia 03 de Junho