;
;

Um homem de 39 anos foi executado a tiros, na manhã desta sexta-feira (03) na cidade de Nobre-MT. O homem que era investigado por liderar uma quadrilha especializada em assaltos a banco, foi alvejado quando estava em uma picape GM S-10, na área central de Nobres.

No veículo também estava outro homem, que foi baleado e foi levado para uma unidade de hospitalar, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu minutos depois.

O homem com passagens estava cumprindo pena no regime semiaberto e fazia uso de tornozeleira eletrônica. O suspeito era investigado por participar de inúmeros assaltos a banco, na modalidade ‘Novo Cangaço’ em Mato Grosso e outros estados.

Ainda de acordo com informações do portal MT DE FATO, o homem teria liderado o grupo que explodiu o muro da Penitenciária Central do Estado (PCE) em 2012 e ataque a um carro-forte no ano de 2013 na BR-163.

O suspeito foi preso em 2012 na Operação Lampião, deflagrada pela Polícia Civil da Bahia. Em 2014, foi transferido para o presídio federal de Catanduvas, no Paraná, onde ficou até 2017, quando retornou a Mato Grosso.

Em 2015, foi condenado a 35 anos de prisão. Já em agosto de 2019, teve uma condenação de 10 anos de prisão pelo assalto ao Banco do Brasil de Paranatinga anulada pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Celso de Melo. Ele foi solto no fim de 2019.

Leia também: Previsões para o horóscopo do dia de hoje (03/08/2020)


Amazonia 03 de Junho