Foto: Divulgação

A mulher de ex-deputado federal suspeita de ter atropelado e matado uma criança, de 3 anos, em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, disse, em depoimento na Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran), que não viu a motocicleta e fugiu por medo após o acidente.

Ela prestou depoimento nesta quarta-feira (14) e foi liberada pela polícia. Ela, que é influencer digital, dirigia uma caminhonete que atingiu uma motocicleta por um casal e a criança. O acidente ocorreu na noite de domingo (11).

Estavam na moto Dayane Palmeiras dos Santos, de 35 anos, o marido dela, Marcos Souza da Costa, de 30 anos, e Daniel Augusto Costa, de 3 anos, filho de Marcos e enteado de Dayane. Eles retornavam de uma comemoração do Dia dos Pais.

Segundo a delegada Ludmila Zorzetti Vendramel, que apura o acidente, a influencer digital contou que não teria visualizado a motocicleta.

Ela afirmou que, depois da batida, ‘ficou desnorteada e, no desespero, entrou na contramão’. Em seguida, amedrontada, ela abandonou o veículo.

Vendramel pontou que as investigações continuam.



O advogado dela, Wilson Lopes, afirmou que ela deixou o local com medo de ser agredida depois de ser cercada por testemunhas.

Ela poderá ser indiciada pelo crime de homicídio culposo (quando não há intenção de matar) na direção de veículo e omissão de socorro.