Turismo no Brasil e o impacto da regulamentação dos cassinos na indústria de viagens

Fonte: CenárioMT

turismo
Turismo no Brasil e o impacto da regulamentação dos cassinos na indústria de viagens

O turismo em solo nacional deve ganhar reforço com a liberação dos cassinos, com uma fatia generosa de turistas que viajam o mundo em busca de diversão. Integradas à resorts, as casas de jogos serão um chamariz.

Há anos, o projeto de lei que diz respeito à liberação dos cassinos tramita em Brasília, enfrentando a Bancada Evangélica que não é favorável e outros políticos que têm embasamentos religiosos sobre o assunto. 

Desde os anos 40, quando os cassinos se tornaram ilegais no Brasil, o debate é o mesmo. No governo de Eurico Gaspar Cunha, os cassinos foram fechados em nome dos bons costumes, já que a igreja reconhecia os jogos como degradantes.

No entanto, os exemplos positivos de outros países não param de surgir, eles mostram que os benefícios são maiores que os possíveis males acarretados pelos jogos lícitos. Macau e Las Vegas são cidades que vivem do dinheiro das apostas e conseguem administrar bravamente as atividades e controlar operações ilegais.

No Brasil, mesmo com a proibição dos jogos de azar, milhares de reais são arrecadados com Jogo do Bicho e outras práticas ilícitas, algo que seria convertido em arrecadação para os cofres públicos, uma saída que diversos políticos defendem e lutam para a aprovação.

A regulamentação das apostas com cota fixas já é o primeiro indicador de sucesso com os jogos, diversos cassinos online são reconhecidos por sua operação legal e credibilidade entre os clientes, como aponta o portal brasilcasinos.com.br, algo que deve ocorrer fisicamente no futuro

O PL 2.234/2022 projeta a instalação de cassinos em resorts integrados, dentro de um tamanho específico imposto por lei. Cada estado teria uma unidade do empreendimento, com exceção dos que possuem um índice populacional grande.

O principal objetivo do projeto de lei é a arrecadação de imposto das empresas, com a liberação de títulos temporários e valores de acordo com sua atividade e dos jogadores. Mas as mudanças não param por aí, o turismo seria o setor mais impactado.

O ministro do turismo, Celso Sabino, comentou sobre os estudos e a movimentação do PL em uma audiência na Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo. Apontou uma recuperação total do setor desde a pandemia e as previsões para o futuro, juntamente com a possível regulamentação dos cassinos.

“Só que o mais importante dessa medida não é apenas a arrecadação, mas sim o desenvolvimento econômico e o desenvolvimento social que o turismo vai trazer com a implantação de resorts integrados com cassino,” explica do ministro.

A criação de cassinos brasileiros é vista como uma melhoria, que tende a afetar positivamente o turismo, principalmente por seus jogadores que possuem grande poder aquisitivo e amam viagens com destinos que incluem jogos de azar.

Além das visitas aos locais dos cassinos, os turistas ainda vão movimentar o comércio local e a economia de todo o país. A geração de novos campos de trabalho é outro ponto crucial na aprovação do PL, serão vínculos empregatícios diretos e indiretos, uma necessidade diante da crise financeira atual.

CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal! Notícias em primeira-mão e informações de bastidores sobre o que acontece em Mato Grosso.