21.6 C
Lucas do Rio Verde
domingo, 28 fevereiro, 2021
Início SAÚDE Conheça o TDAH, o transtorno que gera discussões sobre o uso medicinal...

Conheça o TDAH, o transtorno que gera discussões sobre o uso medicinal da maconha no Brasil

Por CenárioMT

O transtorno de déficit de atenção e hiperatividade, TDAH, vem chamando cada vez mais a atenção de especialistas no mundo todo, por causar dificuldades na vida social e aprendizagem das crianças. No Brasil, mais de dez milhões de pessoas sofrem com esse transtorno, cujos principais sintomas são a dificuldade em se manter atento, menor controle dos impulsos e hiperatividade.

Uma pessoa com TDAH se distrai facilmente, presta menos atenção aos detalhes, tem dificuldades em se organizar e tende a procrastinar mais. Em relação à hiperatividade, a pessoa é agitada, realiza movimentos constantes, sente-se inquieta e às vezes fala excessivamente.

Até alguns anos atrás, esses sintomas eram naturalizados entre as crianças e adolescentes, vistos como fases ou marcas da idade. Mas, hoje em dia, muitas pessoas procuram tratamentos psiquiátricos ou psicoterapêuticos, entendendo que a TDAH pode ser controlada, melhorando a qualidade de vida.

A recente popularização da discussão sobre o TDAH surtiu efeitos na indústria farmacêutica: entre 2004 e 2014, o consumo de Ritalina aumentou 775% no Brasil. A Ritalina é o medicamento mais utilizado no tratamento do transtorno, porém o seu uso abusivo gera controvérsias na comunidade científica e pedagógica, por conta de casos de uso desnecessário da medicação apenas como forma de acalmar crianças, mesmo que estas não sofram nenhum transtorno.

O canabidiol no tratamento para TDAH

Uma das maiores polêmicas envolvendo o TDAH diz respeito ao uso medicinal da cannabis no tratamento. Diversas pesquisas já constataram que quando o canabidiol, um dos compostos da cannabis, entra no organismo, interage com receptores localizados no sistema nervoso central. O sistema nervoso central, por sua vez, é responsável pelos efeitos cognitivos causados pelo transtorno.

Durante este processo, o canabidiol estimula a liberação de dopamina, um hormônio neurotransmissor que desempenha muitas funções importantes no cérebro. Uma pessoa com TDAH possui alterações de dopamina no organismo, logo, o canabidiol tem uma função essencial na reposição dos níveis desse hormônio. 

Esses estudos apareceram no momento em que o transtorno vem ganhando mais atenção e ajudaram a colocar o uso do canabidiol como uma alternativa mais natural a outros medicamentos, como a Ritalina. Estudos brasileiros apontam, inclusive, que a cannabis medicinal é eficaz, mais barata e não tem efeitos colaterais assimétricos, como os outros remédios.

Acompanhando a evolução das pesquisas e discussões sobre o tema, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), tem evoluído cada vez mais suas medidas acerca do uso da cannabis medicinal no Brasil. No final do ano passado, o órgão autorizou a fabricação e a venda dos medicamentos com base em canabidiol no país, medida que visa democratizar o consumo dessa substância.

Atualmente, o medicamento utilizado no tratamento da TDAH é um óleo de canabidiol, que pode ser prescrito de acordo com cada caso, já que a porcentagem da substância varia de acordo com as necessidades. Você pode conhecer mais sobre esses remédios neste site.



© CenárioMThttps://www.cenariomt.com.br
CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal!
- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

ATROPELAMENTO
Desentendimento por carne termina com homem atropelado em Lucas do Rio Verde
fevereiro 28, 2021
estado em Alerta
Lucas do Rio Verde registra mais uma morte de COVID-19 neste domingo e totaliza 88 óbitos
fevereiro 28, 2021