Guia turístico mostra a casa da sucuri; VEJA

Fonte: CenarioM

A sucuri-verde divide com a píton-reticulada (Python reticulatus), o título de maior serpente do mundo, alcançando 6 metros ou mais de comprimento, muito embora seus indivíduos adultos, em média, alcancem em torno de 3 ou 4 metros.
A sucuri-verde divide com a píton-reticulada (Python reticulatus), o título de maior serpente do mundo, alcançando 6 metros ou mais de comprimento, muito embora seus indivíduos adultos, em média, alcancem em torno de 3 ou 4 metros.

O Rio Formoso, em Bonito município de Mato Grosso do Sul, guarda inúmeras belezas naturais, entre elas uma família de cobras sucuri.

O comportamento da família de cobras sucuris é acompanhado constantemente pelo guia turístico Vilmar Teixeira, que administra um canal no YouTube (Terra da Sucuri), onde compartilha os flagrantes inéditos.

Em sua última postagem, Vilmar nos leva a um passeio pelo Rio Formoso, onde ele mostra a casa dessas belíssimas e por vezes temidas, cobras sucuris.

Conheça os esconderijos das sucuris

https://www.youtube.com/watch?v=RoQ0sc7o1SI

[Continua depois da Publicidade]

As sucuris é um gênero de boinae encontradas na América do Sul. Eles são um grupo semiaquático de cobras e incluem uma das maiores cobras do mundo, Eunectes murinus, a sucuri-verde. O nome Eunectes é derivado da palavra grega Eυνήκτης, que significa “bom nadador”. Quatro espécies são reconhecidas atualmente.

Todas as quatro espécies são cobras aquáticas que atacam outros animais aquáticos, incluindo peixes, aves aquáticas, jacarés e capivaras. Alguns relatos existem de anacondas que predem animais domésticos, como cabras e em algum momento até mesmo jaguar,que se aventuram muito perto da água.

A sucuri-verde divide com a píton-reticulada (Python reticulatus), o título de maior serpente do mundo, alcançando 6 metros ou mais de comprimento, muito embora seus indivíduos adultos, em média, alcancem em torno de 3 ou 4 metros.

A estratégia utilizada para caçar é a da espreita seguida do bote. As sucuris não são venenosas, pois não possuem dentes inoculadores de veneno
Sucuri-verde (Eunectes murinus)

Uma sucuri pode viver com tranquilidade por até 30 anos. As fêmeas são maiores que os machos, atingindo a maturidade sexual por volta dos seis anos de idade.

Há muitas narrativas sobre ataques destas serpentes a seres humanos; no entanto, na sua maioria, os casos são fictícios, principalmente no que diz respeito ao tamanho real do animal. Por ter tamanho acentuado, a sucuri ou anaconda tem vértebras.

Se você gostou deste post: Guia turístico mostra a casa da sucuri; VEJA  – vai gostar também de ler esta notícia: Galinha luta para se livrar de gavião; VÍDEO

Siga-nos no Facebook Twitter para se manter informado com as notícias de hoje!

Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do CenárioMT produzindo conteúdo sobre a região norte de Mato Grosso.