“Destreza” gambá finge estar morto para enganar chacal

Fonte: CenarioMT

Um gambá se fingindo de morto.
Um gambá se fingindo de morto para fugir de possíveis predadores. Foto: Wikipédia.

Vídeo mostra a destreza do gambá ao se fingir de morto para escapar das garras de um chacal faminto. Confira no vídeo abaixo.

A técnica utilizada pelo gambá para não virar comida do chacal é conhecida pelo nome de TANATOSE, ou seja, capacidade de se fingir de morto.

Além disso, de acordo com o Biólogo Henrique Abrahão, o gambá utiliza outras artimanhas para espantar seus predadores.

“Ele também solta um cheio catingoso, além de urinar e defecar”, comentou o especialista, afirmando ainda que “correr estimula o predador e fingir-se de morto, desestimula o predador”, acrescentou.

[Continua depois da Publicidade]

No vídeo, o gambá é perseguido pelo chacal e ao ser apanhado pelo predador, o gambá se fingiu de morto, fazendo com que o felino o soltasse desistindo de fazer a refeição.

Desapontado, chacal faz ‘xixi’ sobre o corpo do gambá. Assista:

O Gambá

O gambá, também conhecido pelo nome de Osaruê  é um mamífero marsupial do gênero Didelphis, encontrado desde o sul dos Estados Unidos até a América do Sul.

É um dos maiores marsupiais da família dos didelfiídeos. Seu principal predador é o gato-do-mato (Leopardus spp.). Por conta do nome é, por vezes, confundido com a doninha-fedorenta (Mephitis mephitis), que não é um marsupial, mas um mefitídeo.

Os gambás são animais com quarenta a cinquenta centímetros de comprimento, sem contar com a cauda, que chega a medir quarenta centímetros. Têm um corpo parecido com o do rato, incluindo a cabeça alongada, mas com uma dentição poliprotodonte.

A cauda tem pelos apenas na região proximal, é escamosa na extremidade e é preênsil, ou seja, tem a capacidade de enrolar-se a um suporte, como um ramo de árvore. As patas são curtas e têm cinco dedos em cada mão, com garras; o hálux (primeiro dedo das patas traseiras) é parcialmente oponível e, em vez de garra, possui uma unha.

Ao menos o gambá-de-orelha-preta (Didelphis aurita), possui uma glândula que exala odor desagradável na região posterior do corpo que é liberado quando o animal se sente ameaçado e é obrigado a se fingir de morto.

Ao contrário da maioria dos marsupiais, sua cauda é menor que seu corpo. Assim como em outros marsupiais (como o canguru), as fêmeas dos gambás possuem marsúpio e vagina bifurcada, mas nenhum dos canais é utilizado para o parto ou para a excreção de urina.

Ao menos o gambá-de-orelha-preta (Didelphis aurita), possui uma glândula que exala odor desagradável na região posterior do corpo que é liberado quando o animal se sente ameaçado e é obrigado a se fingir de morto.

Se você gostou deste post: “Destreza” gambá finge estar morto para enganar chacal   – vai gostar também de ler esta notícia: Sucuri flagrada na espreita de um bom “lanchinho”

[Continua depois da Publicidade]

Siga-nos no Facebook Twitter para se manter informado com as notícias de hoje!

Possui experiência em produção textual e, atualmente, dedica-se à redação do CenárioMT produzindo conteúdo sobre a região norte de Mato Grosso.