21.8 C
Lucas do Rio Verde
terça-feira, 19 janeiro, 2021
Início MATO GROSSO CUIABÁ Secretaria Municipal da Mulher alinha campanha Sinal Vermelho com Conselho Regional de...

Secretaria Municipal da Mulher alinha campanha Sinal Vermelho com Conselho Regional de Farmácia

Ideia é trabalhar conjuntamente para formação de atendentes em farmácias da capital
Por CenarioMT

 

Depois de aderir a Campanha Sinal Vermelho Contra a Violência Domestica, a secretária municipal da Mulher, Luciana Zamproni, participou de uma reunião por videoconferência com o presidente do Conselho Regional de Farmácia (CRF-MT), na última semana, para discutir a forma de como será realizado o trabalho em conjunto e atuação da pasta  nessa ação.

Segundo a secretária, um dos temas debatidos visa saber  em quais regiões da capital registram-se a maior parte dos casos que envolvem a violência contra a mulher. Ela explica que depois deste levantamento,  o próximo passo é desenvolver um trabalho cojunto ao CRF, para atingir as farmácias de porte menor que ficam localizadas nesses bairros. “Colocamos a disposição as psicólogas da Secretaria da Mulher para ajudarem na formação dos atendentes e dos farmacêuticos para saberem identificar e agir quando receberem esse tipo de denúncia”, afirma Zamproni.

 Luciana ainda ressaltou que após a denúncia, os profissionais das farmácias seguem um protocolo para comunicar a polícia e ao acolhimento à vítima. Balconistas e farmacêuticos não serão conduzidos à delegacia e nem, necessariamente, chamados a testemunhar.

 De acordo com o presidente do CRF-MT, Iberê Ferreira da Silva Junior, a reunião foi positiva, principalmente pelo interesse da secretária se colocar à disposição para mapear os bairros que possuem o maior índice de violência doméstica. Ele explica que assim que estiver com os locais em mãos deve marcar uma nova reunião com os proprietários das farmácias, com a secretária da pasta para poder explicar de uma forma mais detalhada sobre a ação. “É importante que o poder publico participem e apoiem essas políticas voltadas a violência contra mulher. Nós do conselho estamos incentivando e apoiando todas as farmácias que desejarem fazer parte desta campanha”, afirma

 O presidente do CRF-MT, ainda destacou que as mulheres que se sentirem ameaçadas podem procurar as farmácias e drogarias e pedir ajuda. “Mesmo em tempo de pandemia, as mulheres não devem se sujeitar à violência. Aproveitem para fazer a denúncia quando forem nas farmácias e drogarias, façam o ”X” na mão e peçam ajuda”, finaliza Iberê.

Campanha:

Promovida pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A ação foi lançada, em todo o país, na última quarta-feira (10), e tem como objetivo prevenir a violência doméstica e familiar durante a crise sanitária decorrente da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). O objetivo da campanha é oferecer um canal silencioso, permitindo que essas mulheres se identifiquem nesses locais e, a partir daí, sejam ajudadas e tomadas as devidas soluções. É uma atitude relativamente simples, que exige dois gestos apenas: para a vítima, fazer um X nas mãos; para a farmácia, uma ligação.

O protocolo é, de fato, simples: com um “X” vermelho na palma da mão, que pode ser feito com caneta ou mesmo um batom, a vítima sinaliza que está em situação de violência. Com o nome e endereço da mulher em mãos, os atendentes das farmácias e drogarias que aderirem à campanha deverão ligar, imediatamente, para o 190 e reportar a situação. O projeto conta com a parceria de 10 mil farmácias e drogarias em todo o país.



© CenárioMThttps://www.cenariomt.com.br
CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal!
- Publicidade -

Últimas