Mercados, distribuidoras e padarias de Mato Grosso lideram nos casos de ‘gatos’ em energia

Fonte: CENÁRIOMT

Mercados, distribuidoras e padarias de Mato Grosso lideram nos casos de 'gato' em energia
Mercados, distribuidoras e padarias de Mato Grosso lideram nos casos de 'gato' em energia

Equipes da Energisa, junto com as polícias civil e militar, intensificam a busca por furtos de energia em Mato Grosso. As investigações se concentram em analisar dados de consumo, equipamentos e movimentações financeiras, revelando ações ilegais em distribuidoras de bebidas e mercados de diversos tamanhos, tanto no interior quanto na capital.

“O objetivo é proteger os empresários que agem corretamente. Quem furta energia e deixa de pagar impostos prejudica a população e cria concorrência desleal”, destacou Luciano Lima, gerente de combate a perdas da Energisa Mato Grosso.

Neste ano, cerca de 20% das operações de combate ao furto de energia envolveram mercadinhos, distribuidoras de bebidas e padarias, resultando na recuperação de quase R$ 110 mil em impostos. Em Sinop, peritos descobriram um dispositivo que controlava o consumo de energia por controle remoto, resultando na recuperação de cerca de R$ 8 mil em impostos.

“O nosso Centro de Inteligência monitora constantemente nossas redes. Quando identificamos suspeitas, nossas equipes são enviadas para fiscalizar o local”, explicou Luciano.

A economista Edijeide Fernandes Costa Marque destacou que o custo da energia elétrica pode representar até 8% da receita operacional de micro e pequenas empresas. Concorrer com empresas que utilizam energia sem pagar é desleal e cria um desequilíbrio competitivo.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Além de afetar a qualidade do fornecimento de energia elétrica e a arrecadação de impostos, a fraude de energia impacta os clientes regulares, que acabam pagando pelos desvios. Por isso, é crucial que a população ajude a combater esses crimes.

Redatora do portal CenárioMT, escreve diariamente as principais notícias que movimentam o cotidiano das cidades de Mato Grosso. Já trabalhou em Rádio Jornal (site e redação).