Mato Grosso lidera ranking nacional de excesso de velocidade gravíssima no primeiro quadrimestre de 2024

Fonte: CENÁRIOMT

(Foto: Ascom Prefeitura/Andrew Aragão)
(Foto: Ascom Prefeitura/Andrew Aragão)

Mato Grosso se destacou de forma negativa ao liderar o ranking nacional de incidência de excesso de velocidade gravíssima no primeiro quadrimestre de 2024, conforme análise da Cobli, empresa especializada na gestão de frotas por meio de videotelemetria. O estudo inédito revela que Mato Grosso ultrapassou Tocantins, que liderou o ranking em 2023.

Em segundo lugar está Tocantins, seguido por Rondônia. A Cobli analisou dados de mais de 100 mil veículos, focando em infrações que envolvem excessos de velocidade por mais de 60 segundos. Nathalia Albar, diretora de design e marca da Cobli, destacou a importância do estudo para a conscientização sobre a segurança no trânsito: “Entender comportamentos de risco ajuda a colocar a discussão na mesa e passar feedbacks que melhoram o modo de condução. Elaboramos esse estudo com o objetivo de conscientizar a sociedade sobre como os dados ajudam a construir um trânsito mais seguro.”

O levantamento apontou que 43% dos excessos de velocidade no país superam em 50% o limite permitido, caracterizando infração gravíssima. Em Mato Grosso, 49% dos casos analisados se enquadram nessa categoria. Tocantins registrou 46%, e Rondônia teve o maior índice percentual, com 55%.

Outros estados analisados incluíram Bahia (37%), Ceará (28%), Maranhão (42%), Goiás (43%), Piauí (44%), Pará (40%) e Rio Grande do Norte (35%). A análise também mostrou que abril foi o mês com maior incidência de excessos de velocidade, enquanto fevereiro teve o menor número de infrações.

Segundo o Registro Nacional de Infrações de Trânsito (Renainf), o excesso de velocidade é a principal causa de acidentes fatais no trânsito. A divulgação do estudo ocorre durante o “Maio Amarelo”, mês dedicado à conscientização sobre a segurança no trânsito. Nathalia Albar reforçou a importância de discutir segurança no trânsito continuamente: “A data significa um momento de alcance maior da população, pois conseguimos colocar tudo o que aprendemos sobre os comportamentos de riscos dentro desse holofote. Mas, não podemos nos contentar em pensar a segurança nas ruas somente quando chegamos ao mês de maio.”

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A liderança de Mato Grosso no ranking de excesso de velocidade gravíssima ressalta a necessidade de ações efetivas para a redução de comportamentos de risco e a promoção de um trânsito mais seguro no estado e no país.

Redatora do portal CenárioMT, escreve diariamente as principais notícias que movimentam o cotidiano das cidades de Mato Grosso. Já trabalhou em Rádio Jornal (site e redação).