Governo de Mato Grosso homologa situação de emergência no Pantanal de Mato Grosso

Fonte: CENÁRIOMT

Governo de Mato Grosso homologa situação de emergência no Pantanal de Mato Grosso
Governo de Mato Grosso homologa situação de emergência no Pantanal de Mato Grosso Foto: Gustavo Figueiroa/SOS Pantanal

O governo estadual de Mato Grosso oficializou a homologação do decreto do prefeito Tatá Amaral (DEM), de Poconé, a 104 km de Cuiabá, que declarou situação de emergência no município. A medida visa enfrentar os impactos causados pelos extensos incêndios florestais que assolaram a região nos últimos meses.

O pedido de situação de emergência, inicialmente proposto pelo prefeito para um período de 60 dias em 16 de novembro, foi agora homologado pelo governo estadual. O decreto concedeu um prazo de 90 dias ininterruptos, com a possibilidade de prorrogação por até 180 dias, conforme consta no Diário Oficial do Estado.

Os incêndios, que persistiram por mais de 30 dias, avançaram por áreas cruciais como o Parque do Pantanal e Encontro das Águas, alcançando a rodovia Transpantaneira, principal acesso ao bioma em Mato Grosso, ligando Poconé a Porto Jofre, na divisa com Mato Grosso do Sul. Atualmente, as autoridades consideram o incêndio sob controle.

Os danos ambientais foram significativos, com mais de 1 milhão de hectares do bioma consumidos pelas chamas, triplicando os registros de 2022. As áreas mais afetadas incluem a Terra Indígena Tereza Cristina (50,57%), Parque Estadual Encontro das Águas (34,79%), Parque Nacional do Pantanal Mato-grossense (27,31%), Fazenda Estância Dorochê (84,50%), Terra Indígena Kadiweu (20,10%), Fazenda Rio Negro (16,78%), Poleiro Grande (80,26%), Terra Indígena Baía dos Guató (17,30%), e Serra das Araras (3,41%).

[Continua depois da Publicidade]
Redatora do portal CenárioMT, escreve diariamente as principais notícias que movimentam o cotidiano das cidades de Mato Grosso. Já trabalhou em Rádio Jornal (site e redação).