29.2 C
Lucas do Rio Verde
terça-feira, 07 dezembro, 2021
InícioCENÁRIO POLÍTICOGOV-MTEstado de MT alerta municípios para fortalecimento do combate à dengue

Estado de MT alerta municípios para fortalecimento do combate à dengue

Em meio ao período chuvoso, tendência é de alta no número de casos
Por CenárioMT

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) alerta os gestores municipais para que intensifiquem o combate à dengue, zika e chikungunya, devido ao período chuvoso que se inicia e ao alto risco para as doenças registrado em 72 dos 141 municípios mato-grossenses.

Conforme a superintendente de Vigilância em Saúde da SES-MT, Alessandra Moraes, o verão – de 21 de dezembro a 20 de março – é um período em que o número de arboviroses aumentam em decorrência da chuva e do acúmulo de criadouros do aedes aegypti nas residências e terrenos baldios. A gestora acredita que o trabalho conjunto entre Estado, municípios e população contribuirá para o enfrentamento da doença.

“A dengue não é mais uma doença sazonal para Mato Grosso e sim epidêmica. Com isso, há alto risco para esses agravos, o que coloca os gestores municipais em estado de alerta, sendo importante intensificar as ações preventivas de combate ao mosquito transmissor. A população pode contribuir nesse combate, limpando reservatórios de água e eliminando possíveis criadouros”, explica Alessandra.

Conforme dados do Informe Epidemiológico nº 15, que considera o período de janeiro a 13 de novembro, Mato Grosso registrou 26.416 casos de dengue e atingiu 758,1 de incidência para cada 100 mil habitantes. Do total de casos registrados no Estado, 29 correspondem à dengue grave, oito são óbitos confirmados e três são óbitos em investigação.

Os 10 municípios com maior registro são: Sorriso (3.990), Sinop (2.803) Nova Mutum (2.126), Alta Floresta (1.389), Nova Ubiratã (1.338), Colíder (1.175), Marcelândia (755), Primavera do Leste (623), Campo Verde (597) e Chapada dos Guimarães (551). Confirma a lista completa dos municípios no Informe Epidemiológico Nº 15 neste link.

Apenas dois municípios estão com alto risco para Zika sendo eles: União do Sul com 3.562 casos e Marcelândia com 10.499 casos. Nenhum município apresentou alto risco para chikungunya.

Segundo o Informe, Mato Grosso está em alerta desde 2020, quando foram registrados 45.816 casos de dengue e 18 óbitos em decorrência da doença.

Ações do Estado

A fim de evitar mais casos de dengue no Estado, a SES realiza oficinas de atualização em manejo clínico aos municípios que compreendem as 16 regionais de saúde de Mato Grosso. Paralelas às oficinas de atualização, a Secretaria também auxiliou os municípios na construção do Plano Regional e Municipal de Contingência as arboviroses dengue, zika e chikungunya e tem mantido a distribuição de insumos estratégicos, como inseticidas e larvicidas utilizados como medida complementar ao controle do vetor.

O órgão estadual ainda tem realizado controle de qualidade na identificação das larvas do Aedes, encontradas e coletadas nos municípios, além de cooperação técnica.

Sintomas

A dengue e chikungunya são transmitidas pelo mesmo mosquito e apresentam sintomas parecidos. Os principais sintomas são: febre e náuseas, dor abdominal, exantema (irritação da pele), dor de cabeça, dor retroorbital (dor ao redor dos olhos) e principalmente dor abdominal.

 

© CenárioMThttps://www.cenariomt.com.br
CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal!

Redes sociais

107,348FãsCurtir
17,057SeguidoresSeguir
2,098SeguidoresSeguir

Lucas do Rio Verde

MEDIDA EMERGENCIAL
Barreiras de contenção de água são removidas para reduzir alagamento da BR 163 em Lucas
dezembro 07, 2021
PROGRAMA CASA VERDE E AMARELA
Projeto que viabiliza construção de 1,5 mil imóveis por meio de programa social em Lucas é aprovado
dezembro 07, 2021
Lucas do Rio Verde
Servidor Público morre após queda de telhado em Lucas do Rio Verde
dezembro 07, 2021
Lucas do Rio Verde
Material lúdico educativo é fornecido ao CAPS e CAM de Lucas do Rio Verde
dezembro 07, 2021