Em Lucas do Rio Verde, homem bate em esposa e alega ser vereador para não ser preso

Fonte: DA REDAÇÃO

algemado
Foto Canva - Foto ilustrativa

A Polícia Militar de Lucas do Rio Verde registrou um boletim de ocorrência de violência doméstica, onde um homem afirmou ser vereador e que não iria ser encaminhado para a Delegacia Judiciária Civil por crime de violência doméstica.

O suspeito ainda resistiu à detenção, onde a Polícia Militar precisou fazer uso de força moderada e algemá-lo. Em seguida, foi conduzido para a Delegacia Judiciária Civil.
A ocorrência foi registrada pela Polícia Militar (13ºBPM) na noite do último sábado, 17 de junho, por volta das 19h00.

De acordo com o descrito na ocorrência, a guarnição da PM foi acionada pela vítima, esposa do suspeito, onde a mesma alegou ter sofrido violência doméstica. O marido, de acordo com relato da mulher, teria desferido tapas em seu rosto e socos em sua cabeça.

Os militares encontraram a mulher bastante assustada e chorando, afirmando que por várias vezes foi vítima de agressão.

O suspeito também estava na residência e confrontou os militares, dizendo que não teria autorizado a entrada da guarnição na casa.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Diante das evidências das agressões, o suspeito e a vítima foram encaminhados para a Delegacia Judiciária Civil, onde ficou a disposição das autoridades competentes quanto ao caso.

A Polícia não divulgou os nomes dos envolvidos no boletim de ocorrência.