Governo investe cerca de R$ 1 bilhão na Saúde em Cuiabá

Entre as obras em andamento na capital, está a construção do Hospital Central e do Hospital Júlio Muller

Fonte: Fernanda Nazário | SES-MT

Obra do Hospital Central do Estado já está mais de 80% executada  - Foto por: Marcos Vergueiro/Secom
Obra do Hospital Central do Estado já está mais de 80% executada - Foto por: Marcos Vergueiro/Secom

O Governo de Mato Grosso investe cerca de R$ 1 bilhão na modernização de unidades mantidas pelo Estado em Cuiabá. Além de melhorias na infraestrutura, também estão contabilizados os recursos financeiros que seguem em dia há 49 meses e visam a manutenção dos serviços oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) na Capital.

“Trabalhamos incansavelmente para modernizar as unidades geridas pelo Governo do Estado em Cuiabá e mantemos em dia os repasses financeiros convencionais e excepcionais ao município. Seguimos sob a premissa da eficiência, para fazer a saúde funcionar e atender melhor o cidadão cuiabano e mato-grossense”, destaca o secretário Estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo.

Entre as obras em andamento está a construção do Hospital Central, com recurso total de R$ 162,4 milhões. Redesenhado pela atual gestão, o novo projeto é executado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), com o total de 32 mil m² de área construída. Os 9 mil m² do prédio antigo, que ficou abandonado por mais de 34 anos, foram aproveitados.

A obra está mais de 80% executada e a previsão é de que seja entregue no segundo semestre de 2023. O hospital contará com 290 leitos, dos quais 60 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 230 leitos de enfermaria, voltados para o atendimento de toda a população mato-grossense. O novo projeto para a unidade prevê ainda 10 salas cirúrgicas.

A unidade terá capacidade para oferecer 1.990 internações, 652 cirurgias, 3.000 consultas especializadas e 1.400 exames por mês. Dentre as especialidades previstas para o Hospital Central estão Cardiologia, Neurologia, Vascular, Ortopedia, Otorrinolaringologia, Urologia, Ginecologia, Infectologia e Cirurgia Geral.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Outras unidades em construção

Também está em construção em Cuiabá o Hospital Universitário Júlio Muller, que tem 58,3 mil metros quadrados de área construída. A unidade hospitalar é construída por meio de convênio do Governo do Estado com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), em um investimento total de R$ 218 milhões, sendo R$ 109 milhões para cada entidade.

Christiano Antonucci - Rafael Marques | Obras Hospital Julio MullerChristiano Antonucci – Rafael Marques | Obras Hospital Julio Muller

Ainda vai ser implementado na capital um Centro Logístico de Abastecimento e Distribuição, com investimentos em infraestrutura de aproximadamente R$ 52,7 milhões. Ligada à Assistência Farmacêutica, a unidade oferecerá um espaço mais moderno e amplo para o armazenamento de medicamentos e compostos a serem distribuídos aos munícipios do Estado. O local está previsto para ser entregue em 2023.

Está em fase de construção o novo espaço que sediará o MT Hemocentro e o Centro Estadual de Referência de Média e Alta Complexidades (Cermac-MT). A SES destinou um total cerca de R$ 20 milhões para o novo espaço. A previsão de conclusão da obra é para 2023.

Com um investimento de R$ 23,7 milhões, a SES também está reformando e ampliando o Hospital Adauto Botelho. A obra deve ser finalizada no segundo semestre de 2023.

O Governo do Estado ainda está construindo uma nova sede do Laboratório Central de Saúde Pública do Mato Grosso (Lacen). A obra conta com um recurso de R$ 13,2 milhões e deve ser concluída em 2023. Enquanto ocorre a construção da nova sede do laboratório, a SES inaugurou, em março de 2022, a sede provisória da unidade e da Superintendência de Vigilância em Saúde, na Rua Santiago, bairro Jardim das Américas.  Na obra de readequação do prédio em que atualmente funciona o Lacen, foram investidos R$ 3 milhões.

A Escola de Saúde Pública de Mato Grosso também está em obras. Estimada em aproximadamente R$ 5 milhões, a reforma da estrutura prevê a troca de cobertura e revestimentos existentes, adaptação dos banheiros, cozinha, modificação dos espaços internos e da fachada. As modernizações serão feitas por etapas, tendo a previsão de conclusão para 2023.

Obras entregues

Marcos Vergueiro/Secom-MT | Reforma e Adequação da Santa Casa, uti

Entre as obras entregues pela atual gestão está a do Hospital Estadual Santa Casa. A unidade foi totalmente readequada pelo Governo de Mato Grosso que, em maio de 2019, requisitou a estrutura do hospital – até então filantrópico – e passou a gerir a unidade, que chegou a ficar fechada por quatro meses. No Hospital, foram investidos cerca de R$ 3 milhões.

A Central de Imunobiológicos da SES, conhecida como Central da Rede de Frio, também passou por reforma e modernização entre fevereiro e agosto de 2021. O local recebeu um investimento de cerca de R$ 5 milhões, que possibilitou a ampliação do espaço físico em aproximadamente mil metros quadrados de estrutura. A unidade armazena imunobiológicos e insumos que são distribuídos para os 141 municípios do Estado.

Mayke Toscano | InternetMayke Toscano | Internet

Com objetivo de oferecer um ambiente mais moderno aos pacientes do Lar Doce Lar, a SES investiu R$ 3 milhões, entre abril de 2019 e fevereiro de 2022, e realizou adequações e reparos no local. A unidade é mantida pelo Estado e é ligada ao Centro Integrado de Assistência Psicossocial (Ciaps) Adauto Botelho.

O Lar Doce Lar atua como residência para 17 pessoas em regime de abandono, advindas de abrigos ou orfanatos. Os pacientes necessitam de cuidados por 24 horas e são acompanhados por equipes multidisciplinares, nos moldes do Sistema Único de Saúde (SUS).

Marcos Vergueiro/Secom-MT | Lar Doce Lar da SES

O Governo do Estado segue investindo nos serviços de saúde mental em Mato Grosso. Com um aporte financeiro de R$ 1,4 milhão, a Secretaria reformou e modernizou o Ciaps Adauto Botelho Álcool e Drogas.

Entre os meses de outubro de 2019 e maio de 2020, a pasta realizou reparos, adequações e modernizações avaliados em R$ 250 mil no Centro Estadual de Odontologia para Pacientes Especiais (Ceope). A unidade conta com cinco consultórios odontológicos e uma equipe multiprofissional composta por cirurgião-dentista, assistente social, enfermeiro, fisioterapeuta, técnico em saúde bucal e técnico de enfermagem.

Repasses financeiros ao município

Nos últimos quatro anos, também foram priorizados os repasses financeiros feitos para o município de Cuiabá, que seguem em dia há 49 meses e mantêm os serviços oferecidos por programas cofinanciados pelo Estado.

Foram repassados pela SES, via Fundo Municipal de Saúde de Cuiabá, um total de R$607,9 milhões. O recurso mantém vigente na Saúde Pública da capital o Programa da Atenção Primária, Programa de Apoio ao Desenvolvimento e Implementação dos Consórcios Intermunicipais de Saúde (Paici), Regionalização da Saúde, Farmácia Básica e Diabetes, Alta Complexidade, Leitos de UTI Covid-19, UPAs 24 Horas, Incentivo Temporário Excepcional, Média e Alta Complexidades (MAC), Toracotomia, Fundo Estadual de Equilíbrio Fiscal (FEEF), Incentivo à Vigilância Sanitária e Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional (Pnaisp) e Programa Estadual de Saúde Mental.

 

CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal! Notícias em primeira-mão e informações de bastidores sobre o que acontece em Mato Grosso.