25 C
Lucas do Rio Verde
quinta-feira, 25 fevereiro, 2021
Início MATO GROSSO CUIABÁ Cuiabá: Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos é revisado e...

Cuiabá: Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos é revisado e validado por 20 anos

A reformulação do instrumento levou cerca de 18 meses e foi coordenado pela Lirmpurb
Por CenarioMT

Após 18 meses de análise de todo o cenário regional, a Prefeitura de Cuiabá finalizou a revisão do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos de Cuiabá. O estudo foi coordenado pela Empresa Cuiabana de Zeladoria e Serviços Urbanos (Limpub) e tem como objetivo definir condutas, estratégias e metas que devem ser desenvolvidas para a melhoria no recolhimento e destinação do lixo produzido na Capital.

“Gradativamente estamos avançando no tratamento de resíduos e o Plano Municipal é mais um passo a ser comemorado. Essa política de sustentabilidade é valorizada pelo prefeito Emanuel Pinheiro que, a cada nova ação, faz questão de tomar esse cuidado. Acredito que o Plano é um norte para nossa gestão que irá utilizá-lo para construir uma Cuiabá ainda melhor nesse quesito”, comenta o secretário da Limpurb, Vanderlúcio Rodrigues.

O Plano serve pode ser utilizado pelo poder público como um instrumento de planejamento na gestão de resíduos sólidos por um período de até 20 anos, com revisões em intervalos máximos de quatro anos. De acordo com a Limpurb, por meio dele é possível fortalecer as ações que já estão em prática, alcançando a sustentabilidade socioambiental e econômica na gestão do Município.

A revisão do plano tem como base as determinações da Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei nº 12.305/2010). Conforme estabelecido na legislação, a realização desses processos em âmbito municipal é condição obrigatória para ter acesso a recursos da União, destinados a serviços relacionados à limpeza urbana e ao manejo de resíduos sólidos, ou para ser beneficiado por incentivos/financiamentos de entidades federais de crédito.

“Cumprimos a legislação com essa revisão. Agora, nosso esforço estará concentrado para fazer com que o Plano não fique apenas no papel, mas sim seja um instrumento utilizado na prática. Com isso, a população ganha mais qualidade de vida, o meio ambiente ganha em preservação e o Município também é beneficiado, inclusive economicamente”, pontua o adjunto da Limpurb, Anderson Matos.



© CenárioMThttps://www.cenariomt.com.br
CenárioMT - Publicamos notícias diariamente no portal!
- Publicidade -

Últimas no CenárioMT

Lucas do Rio Verde

ENSINO SUPERIOR
Lucas: Em tempos de pandemia, IFMT realiza defesa de TCC de modo virtual
fevereiro 25, 2021
Geral
Prefeito Miguel assina termo de acordo que estabelece incentivos para a construção de nova Central Hidrelétrica
fevereiro 25, 2021